PORTAL NIPPOBRASIL OnLine - 13 ANOS
Fale conosco: adm@nippo.com.br   
    Horário de Brasília: Quarta-feira, 13 de dezembro de 2017 - 5h03
Destaques: Curso de JaponêsCulináriaHoróscopoAgendaInício    
História e Mestres
Pétalas ao vento
Haicai dos leitores

Resultados e premiações dos Concursos

Nos bastidores do Haicai Brasileiro
História do Haicai
Kawai Sora (1649–1710)
yuki yukite
taore fusu tomo
hagi no hara

Tradução:

Ainda que tombe
Depois de tanto andar e andar –
Campo de lespedezas.


O kigo (termo de estação) desse haicai é hagi, arbusto silvestre de belas flores lilases. Seu nome pode ser traduzido como lespedeza ou trevo arbustivo. A estação é outono.

Morando próximo a Bashô, Sora ajudava o mestre nas tarefas do dia-a-dia e acompanhava-o em viagens, inclusive na famosa jornada ao norte do país que deu origem ao diário Sendas de Oku. Durante essa última, ficou doente e teve de se separar.

Solitário e debilitado, talvez Sora encontrasse seu fim durante o caminho. Ainda assim, confortava-se sabendo que poderia morrer em meio aos campos floridos pela lespedeza, consumando o ideal poético partilhado por Bashô e por outros homens do passado, em especial Saigyô (1118-1190), autor dos versos que o inspiraram: “Em algum lugar/ dormirei e dormirei/ após tombar ao chão/ como o orvalho que se deita/ sobre as ervas do caminho”.

 
História do Haicai
Kawai Sora (1649–1710)
natsukashi ya
nara no tonari no
hito-shigure

Tradução:

Ah, quanta saudade –
Estando vizinho a Nara,
A chuva de inverno.


O kigo (termo de estação) desse haicai é shigure, uma chuva fina e passageira, própria do início do inverno. Sora foi um dos discípulos mais afeiçoados a Bashô, tendo acompanhado o mestre na famosa viagem pelas províncias do norte do Japão, realizada entre 1689 e 1691, e que deu origem ao diário Oku no hosomichi (Sendas de Oku).

Tendo ficado doente, Sora interrompe a viagem para restabelecer-se, enquanto Bashô segue sozinho. O reencontro foi combinado para Iga (atual província de Mie), terra natal de Bashô. O haicai foi escrito quando Sora se aproximava de Iga. Expressando sua saudade pelo longo tempo afastado, Sora volta seu olhar para a vizinha Nara, a primeira capital do Japão, e, entre as lembranças do mestre, que tanto apreciava a milenar cidade, vê cair um pouco da chuva fria do inverno.


História do Haicai
Arakida Moritake (1473–1549)
Hattori Ransetsu (1654–1707)
Hattori Tohô (1657–1730)
Hirose Izen (?-1711)
Hori Bakusui (1718–1783)
Ihara Saikaku (1642-1693)
Ikenishi Gonsui (1650–1722)
Imbe Rotsû (1649–1738)
Inoue Shirô (1742-1812)
Kaga no Chiyoni (1703–1775)
Kagami Shikô (1665–1731)
Katô Kyôtai (1732–1792)
Kawai Chigetsu (? – 1708)
Kawai Sora (1649–1710)
Kaya Shirao (1738-1791)
Kitamura Kigin (1624-1705)
Kobayashi Issa 1 (1763-1827)
Kobayashi Issa 2 (1763-1827)
Konishi Raizan (1654-1716)
Kuroyanagi Shôha (1727-1771)
Matsue Shigeyori (1602–1680)
Matsunaga Teitoku (1571–1653)
Matsuo Bashô 1 (1644-1694)
Matsuo Bashô 2 (1644-1694)
Miura Chora (1729-1780)
Morikawa Kyoriku (1656-1715)
Mukai Kyorai (1651–1704)
Naitô Jôsô (1662–1704)
Natsume Seibi (1749-1816)
Nishiyama Sôin (1605-1682)
Nonoguchi Ryûho (1595–1669)
Nozawa Bonchô (?–1714)
Ochi Etsujin (1656-?)
Ôshima Ryôta (1716–1787)
Shiba Sonome (1664-1726)
Shida Yaba (1663-1740)
Sugiyama Sampû (1647-1732)
Suzuki Michihiko (1757-1819)
Tachibana Hokushi (?-1718)
Takai Kitô (1741-1789)
Takakuwa Rankô (1726-1798)
Takarai Kikaku (1661–1707)
Takebe Sôchô (1761-1814)
Tan Taigi (1709–1771)
Uejima Onitsura (1661–1738)
Yasuhara Teishitsu (1610-1673)
Yamazaki Sôkan (? - 1539)
Yosa Buson 1 (1716–1783)
Yosa Buson 2 (1716–1783)
Yosa Buson 3 (1716–1783)
  © Copyright 1992-2010 - Jornal Nippo-Brasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br