Portal NippoBrasil - OnLine - 17 anos
Sábado, 17 de novembro de 2018 - 11h36
 

Bonenkai - Fechar o ano com chave de ouro

Empresas convidam funcionários e amigos para comemorar o fim de mais um ano


Bonenkai é uma festa descontraída onde as pessoas não precisam se comportar com cerimônia e nem se preocupar com a relação hierárquica entre chefes e subordinados

(Arquivo Jornal NippoBrasil)

Os japoneses costumam dar mais valor ao fim do ano do que ao Natal. Entre eles, há várias superstições para que o novo ano seja de muita sorte e prosperidade. O Bonenkai faz parte desse ritual, em que os alimentos têm um significado especial àqueles que estão na mesa. Segundo a tradição, é preciso beber muito saquê, porque acredita-se que assim eliminam-se as preocupações e prolonga a vida. Empresas japonesas costumam reunir seus funcionários e celebrar o ano que passou, o que no Brasil é conhecido como festa de confraternização.

O Bonenkai surgiu no início da era Heian (794-1192). Neste período eram feitos festivais no mês de dezembro para rezar pelos antepassados. Após as apresentações, eram colocados alimentos como forma de oferendas e depois, com todos reunidos, as oferendas eram consumidas. Segundo a crença, neste momento toda a família (inclusive os antepassados) estariam reunidos.

O Bonenkai é uma festa realizada para as pessoas se despedirem dos acontecimentos agradáveis e desagradáveis que tiveram no decorrer do ano. E é por isso que costumam ser festas descontraídas (bureikou), onde as pessoas não precisam se comportar com cerimônia e nem se preocupar com a relação hierárquica entre chefes e subordinados, isso porque os japoneses costumam respeitar uma ordem hierárquica para falar com seu superior e até mesmo para se sentar, de acordo com o cargo que ocupa. Bonen é uma palavra que pode ser interpretada tanto como esquecer a velhice, os acontecimentos do ano ou a diferença entre as pessoas.


Bonenkai reúne amigos e serve para se despedir dos acontecimentos agradáveis do ano

No Japão, quando o Bonenkai é organizado pela empresa, o diretor faz o tradicional discurso, onde é freqüente escutar frases como: kotoshi mo osewa ni narimashita (muito obrigado pela colaboração dispensada) e rainen mo yoroshiku onegaishimasu (espero novamente poder contar com sua colaboração no ano que vem). No Brasil, poucas empresas ainda conservam as tradições do Bonenkai, principalmente em relação à comida, mas ainda existem alguns buffets que oferecem pratos típicos da cozinha japonesa, dependendo da exigência do cliente.

O Nakombi, por exemplo, tem entre o seu cardápio o pargo (tai em japonês), peixe que simboliza a felicidade e é usado em datas festivas no Japão. Acredita-se que quando uma pessoa compra esse tipo de peixe quer celebrar algo muito especial, pois custa caro. Além disso, o restaurante oferece o ussuzukuri de polvo (fatias finas de polvo com molho levemente apimentado), sushis, trouxinha de simeji (cogumelos), mini-tempurá com figo, milho e camarão (empanados).

No caso do Buffet Yano, que trabalha nesse tipo de evento há 27 anos, o cardápio é sempre personalizado, podendo ser desde um coquetel, um jantar misto com comida oriental, churrascos, almoços, café da manhã etc. Cristina Yano, proprietária do buffet, acredita que o que deve ser levado em consideração é a importância do evento, “sempre frisamos às empresas a necessidade de agregar ao evento, não só o oferecimento de comidas e bebidas, mas principalmente a atenção aos colaboradores e ex-colaboradores”, declara. Para isso, sugere-se sempre que, além dos tradicionais amigos secretos e sorteios, seja feito um cerimonial de agradecimento mútuo e de reconsiderações quanto a eventuais controvérsias que aconteceram durante o transcorrer do ano, “para que todos iniciem o ano sem mágoas e ressentimentos”, reforça Cristina.

Há também empresas que comemoram o Shinnenkai, que são festas para dar boas vindas ao ano novo, mas não há data definida para o início das comemorações. Acredita-se que mesmo antes da entrada das seitas religiosas no Japão, já se comemorava a chegada de um novo ano, mas o conceito principal da comemoração é a de que os deuses vêm à casa para que todos celebrem juntos.


Bonenkai / Shinnenkai no Japão

Em dezembro e janeiro, cada seção da companhia possui duas festas principais. Em dezembro acontece o Bonenkai (esqueça o ano que passou, serve para fechar o ano velho), seguido em janeiro pelo shinnenkai (festa do ano novo), que serve para chamar o ano novo. Ambos são eventos voltados para todos os funcionários.

1 • A cadeira mais alta é para o membro mais importante, que se senta na posição honrada, no fundo do salão e de frente para as outras mesas.

2 • A ordem em que os empregados sentam-se na mesa será de acordo com o cargo ocupado.

3 • A área da frente é usada como palco para apresentações.

Arquivo Edição 186 - 18 a 23 de dezembro de 2002 - Especial - Portal NippoBrasil
 Busca
 Especial
Especial - Nippo-Brasil - 14 de maio de 2018
• Escola OEN, fiel à filosofia japonesa desde a sua origem
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 311
• Gairaigo: as palavras estrangeiras na língua japonesa
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 304
• Provérbios do Japão:
sabedoria através dos tempos
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 302
• Hanami, uma bela tradição japonesa
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 301
• Simbologia japonesa: os animais
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 300
• Simbologia japonesa:
as flores e as árvores
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 281
• Você sabe o que significa seu sobrenome?
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 279
• Oriente-se para fazer ginástica!
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 271
• Bonsai, a natureza em miniatura
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 253
• Desvendando os
seres da mitologia japonesa
Especial - Nippo-Brasil 186
• Bonenkai - Fechar o ano com chave de ouro
Especial - Nippo-Brasil 180
• Danças Japonesas
Especial - Nippo-Brasil 177
• Viciados em Jogos
Especial - Nippo-Brasil 171
• Jardim Japonês: Um cantinho para meditar
Especial - Nippo-Brasil 170
• Alimentos: eles curam?
Especial - Nippo-Brasil 169
• Wadaiko: o estilo japonês de tocar taiko
Especial - Nippo-Brasil 168
• Saque: A bebida milenar japonesa
Especial - Nippo-Brasil 167
• Que bicho é seu pai no Horóscopo Oriental?
Especial - Nippo-Brasil 163
• Watsu uma terapia de lavar a alma
Especial - Nippo-Brasil 161
• Kumon, o método japonês de ensino individualizado: lições para a vida toda
Especial - Nippo-Brasil 155
• Banho de Ofurô: cores e sabores de um ritual milenar
Especial - Nippo-Brasil 154
• Agrade à sua mãe
Especial - Nippo-Brasil 150
• Jogos Japoneses: Shogui e Gô
Especial - Nippo-Brasil
• + 10 Provérbios Japoneses
Especial - Nippo-Brasil
• Kaburimono (literalmente, aquilo que se põe na cabeça)
Especial - Nippo-Brasil
• Conheça alguns amuletos e preces orientais
Especial - Nippo-Brasil
• Shichifukujin, as sete divindades
Especial - Nippo-Brasil
• Daruma: sinônimo de sucesso
Especial - Nippo-Brasil
• A história da Hello Kitty
Especial - Nippo-Brasil
• A história e a tradição do Maneki Nekô no Japão
Especial - Nippo-Brasil
• Escrevendo seu nome brasileiro em caracteres japoneses
Especial - Nippo-Brasil
• 10 Provérbios Japoneses
Arquivo Nippo-Brasil - Edição 27
• Crueldade marca início
do bairro da Liberdade
Arquivo Nippo-Brasil - Edição 26
• Liberdade: um pedacinho
do Japão em São Paulo
• Nomes japoneses mais populares de 2013
• Aprender chinês não é tão difícil assim
• Homens donos de casa
• Executivos japoneses no Brasil convivem com diferenças culturais no País
• Japão ainda dificulta a carreira de mulheres
• Japão estimula funcionários a tirarem licença-paternidade
• Ano-Novo no Japão só
termina em meados de janeiro
• Marcos da imigração no Vale do Ribeira viram patrimônios históricos
• Natal à japonesa: sem feriado, ceia, missa e nem panetone
• Mulheres aderem à moda do plastimodelismo
• Editoras japonesas buscam formas de atrair mais leitores
• Ensino de japonês abre horizonte para estudantes da rede pública
• A nova imigração japonesa no Brasil
• Escolas em São Paulo ajudam a preservar cultura japonesa no País
• Mulheres casadas preferem ficar em casa do que trabalhar fora

A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippobrasil.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2018 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

147 usuários online