Portal NippoBrasil - OnLine - 17 anos
Quinta-feira, 22 de junho de 2017 - 17h21
Arquivo Edição 279 - 13 a 19 de outubro de 2004 - Especial - Portal NippoBrasil
 

Oriente-se para fazer ginástica!

Para quem quer fugir das academias barulhentas, as práticas orientais
são ótima opção para um exercício tranqüilo e eficiente


SAÚDE - Atividade física garante vida mais longa e com melhor qualidade

(Texto: Erika Horigoshi)

A medicina já provou que pessoas ativas fisicamente tendem a apresentar uma expectativa de vida maior do que as sedentárias. Quem faz exercício físico regularmente deixa as funções corporais em dia, afasta o perigo da obesidade, mal tão comum nos dias atuais, previne várias doenças e, conseqüentemente, vive mais e melhor. As opções são muitas para quem deseja fazer mais pelo seu corpo e sua saúde. Além disso, pesquisa realizada pelo Hospital A.I. du Pont, em Wilmington, em parceria com a Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, comprovou a eficácia da prática de exercícios físicos na restauração de neurônios e na regeneração de axônios, as ligações que garantem a comunicação entre as células nervosas. Você precisa de mais alguma boa razão pra se exercitar?

Para quem quer entrar em forma, mas prefere fugir das agitações das academias e das músicas barulhentas dos exercícios, as práticas orientais são uma excelente alternativa, inclusive para quem sofre com o estresse do dia-a-dia. Por isso, neste especial, o NB selecionou para você algumas modalidades de ginástica oriental e suas principais características.

 
Ioga
A ioga é uma atividade desenvolvida na Índia há mais de 5 mil anos. É anti-estressante, promove flexibilidade e fortalecimento dos músculos. Atualmente, tem sido utilizada como coadjuvante em processos de recuperação pós-operatória, por proporcionar equilíbrio entre mente e corpo. Não bastassem suas inúmeras aplicações terapêuticas, a prática da ioga tem sido incorporada com sucesso também por mulheres na fase da menopausa, cujos efeitos são abrandados e administrados com essa ginástica. “Uma das vantagens da ioga é que ela pode ser adaptada para grupos praticantes de traços distintos, como as gestantes, as crianças e a turma da terceira idade. Para cada segmento, há movimentos e seqüências que podem ser realizadas”, diz a instrutora e proprietária da Prema Ioga, Ana Cristina Pulcherio Ferreira. De acordo com a instrutora, a ioga possui um fundo terapêutico muito importante, por promover o massageamento de órgãos e glândulas, resultando na revitalização geral do corpo. “O alongamento é o relaxamento ativo, por meio dele, trabalha-se o sistema nervoso, o emocional, o fortalecimento do corpo e do sistema respiratório, aumentando a concentração e trazendo uma melhora do desempenho em todas as esferas da vida social, como no trabalho, na família, nos relacionamentos e nos estudos”, garante Ana Cristina.
 

BENEFÍCIO - Prática do lian gong corrige problemas de postura e fortalece articulações
Lian gong
Desenvolvida pelo médico chinês Zhuang Yuen Ming na década de 60, o lian gong é um conjunto de exercícios que trabalhava as estruturas da coluna vertebral até os dedos dos pés, realizando um trabalho de prevenção e correção dos problemas e movimentos nocivos à postura humana. Mais tarde, novos exercícios foram desenvolvidos e incorporados ao lian gong, abrangendo a área de tratamento para articulações, tendões e fortalecimento do coração e do pulmão. De prática simples, com movimentos lentos e contínuos, é possível fazer os exercícios até mesmo em casa e tratar não só problemas físicos, como também desequilíbrios emocionais como a depressão, problema que acometeu a hoje instrutora da Sociedade Paulista de Lian Gong, Elisabeth da Rosa Borges. “Eu sofria de depressão quando comecei a praticar o lian gong. Gradativamente, fui percebendo as melhoras não só do meu estado físico, mas, por conseqüência, da minha mente. O lian gong tem esse benefício de, por tabela, acabar ajudando o lado emocional dos praticantes”, diz a instrutora. A prática só tem três contra-indicações: gravidez, por trabalhar com muitos movimentos relacionados ao abdome, câncer e inflamações e/ou infecções, pelo fato de a ginástica acelerar o metabolismo do corpo todo, auxiliando a produção de células tanto saudáveis quanto doentes. A freqüência dos exercícios pode ser até diária. “Quando fui à China, via os parques repletos de pessoas às 6 da manhã, exercitando-se diariamente, antes do trabalho. O lian gong respeita os limites de cada praticante. Tenho até uma aluna cega, que ouve as instruções do que se passa na aula e consegue reproduzir os movimentos”, conta Elisabeth.
 

DISCIPLINA - Rádio Taissô incentiva a organização e a sincronia com praticantes uniformizados
Rádio Taissô
O conceito básico do taissô é promover a saúde por meio de exercícios feitos com instruções via rádio. A origem dessa ginástica uniformizada – todos os praticantes vestem uniforme branco – data de 1928, quando a rádio estatal NHK passou a transmitir a música e os comandos para a prática dos exercícios. No Brasil, copia-se o método japonês. “Com o auxílio da fita, ouvimos os comandos, mas atualmente já temos CDs com música e orientações da ginástica”, esclarece o presidente da Federação Nacional de Rádio Taissô, Antonio Matuura. Dentre os benefícios dessa ginástica, estão o relaxamento muscular e a ativação da circulação sanguínea. “No município de Paraguaçu Paulista, a prática de Rádio Taissô é obrigatória nas escolas, sendo esse município o único no Brasil a ouvir as instruções em português; nas demais afiliações, ouvem-se as instruções diretamente do japonês”, explica Matuura. Atualmente, no País, há 65 afiliações, com cerca de 10 mil praticantes em quatro Estados brasileiros: São Paulo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Paraná. Segundo dados da Federação Nacional, 30% desse total é composto por não nikkeis, o que denota a popularização crescente dessa ginástica, que pode ser praticada por qualquer pessoa.
 
Tai chi chuan
A prática do tai chi chuan promove um aumento do nível de concentração, do autoconhecimento, do fortalecimento da musculatura e da melhora das condições cardiovasculares e respiratórias do praticante. Indicado para pessoas de todas as idades, o tai chi chuan tem movimentos cadenciados e proporciona equilíbrio entre o físico e a mente. Seus princípios básicos envolvem o trabalho mental e a disciplina corporal. “O exercício do tai chi exige e desenvolve a paciência do praticante, além de acrescentar uma série de benefícios à saúde, com gradativo aumento do controle emocional, o que contribui para lidar com os problemas do dia-a-dia de forma menos desgastante”, explica a diretora da Sociedade Brasileira de Tai Chi Chuan e de Cultura Oriental, Maria Ângela Soci. Algumas histórias são difundidas a respeito de sua origem. Uma delas conta que um monge, assistindo a uma luta entre uma águia e uma cobra, inspirou-se para criar o tai chi, fundindo os movimentos dos animais com princípios do taoísmo e das artes marciais, há 1.500 anos. Outra delas diz que os monges criaram o tai chi para evitar que os noviços cochilassem enquanto aprendiam a meditar. Por isso, o tai chi chuan é conhecido como uma forma de meditação em movimento.
 
Popularização das ginásticas orientais
Que as modalidades orientais de ginástica são eficientes, não há dúvida. Como coadjuvantes de um modo de vida mais saudável, as práticas tradicionais, além de se difundirem com sucesso no Ocidente, deram origem a outros tipos de exercícios baseados em seus preceitos, com o acréscimo de detalhes, a fim de adaptar e inovar pelo mundo os conceitos da ginástica e ganhar adeptos por todo o planeta. A seguir, acompanhe alguns exemplos de modalidades orientais que estão se popularizando no Ocidente e de ginásticas baseadas em fundamentos tradicionais “do lado de lá” do planeta.

• Kum Nye – Exercícios que visam ao relaxamento e que produzem resultados positivos rapidamente. Podem ser praticados por qualquer pessoa, sem distinção de idade. Um pouco semelhante à ioga, o kum nye exige menos habilidade física e promove o bem-estar e o equilíbrio interno, preparando seus praticantes para o exercício da meditação.

• Chi Ball – Envolve elementos da ginástica oriental com o fitness moderno, usando, para tanto, bolas aromáticas durante os exercícios. Desenvolvido pela australiana Monica Linford, o Chi Ball tem como objetivo fortalecer a energia interna e facilitar sua circulação por todas as partes do corpo, daí o nome “chi”, que vem do chinês e significa “energia vital”.

• Lien Chi – Em busca do equilíbrio energético, essa prática oriental utiliza movimentos da natureza, como de animais e árvores, para melhorar a vida de seus praticantes. Com gestos suaves e tranquilização da mente, o lien chi promove a melhora do sistema muscular, respiratório e, de quebra, acalma os pensamentos.

• Power Ball – Este conjunto de exercícios feitos com uma bola duplica os efeitos musculares, que são obtidos pelo trabalho com as regiões abdominal, peitoral, pernas e glúteos. Como benefícios, o Power Ball diminui as dores lombares e estimula a correção da postura das vértebras.

 

Serviço

• Sociedade Paulista de Lian Gong/Associação Projeto Oásis
R. Edson, 616. Campo Belo, São Paulo. Tel.: (11) 5042-1215

• Sociedade Brasileira de Tai Chi Chuan (representantes do estilo tradicional Yang)
Rua José Maria Lisboa, 612, sala 7. Jardins, São Paulo. Tel.: (11) 3884-8943

• Federação Nacional de Rádio Taissô - Tel.: (11) 6137-1300

• Prema Ioga
Rua Maria Figueiredo, 189. Cerqueira César, São Paulo. Tel.: (11) 3283-0884 / 3285-3464

 Busca
 Especial
Especial - Nippo-Brasil
• Festa de celebração do Ano do galo 2017 em São Paulo e previsões
Especial - Nippo-Brasil
• + 10 Provérbios Japoneses
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 311
• Gairaigo: as palavras estrangeiras na língua japonesa
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 304
• Provérbios do Japão:
sabedoria através dos tempos
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 302
• Hanami, uma bela tradição japonesa
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 301
• Simbologia japonesa: os animais
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 300
• Simbologia japonesa:
as flores e as árvores
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 281
• Você sabe o que significa seu sobrenome?
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 279
• Oriente-se para fazer ginástica!
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 271
• Bonsai, a natureza em miniatura
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 253
• Desvendando os
seres da mitologia japonesa
Especial - Nippo-Brasil
• Kaburimono (literalmente, aquilo que se põe na cabeça)
Especial - Nippo-Brasil
• Conheça alguns amuletos e preces orientais
Especial - Nippo-Brasil
• Shichifukujin, as sete divindades
Especial - Nippo-Brasil
• Daruma: sinônimo de sucesso
Especial - Nippo-Brasil
• A história da Hello Kitty
Especial - Nippo-Brasil
• A história e a tradição do Maneki Nekô no Japão
Especial - Nippo-Brasil
• Escrevendo seu nome brasileiro em caracteres japoneses
Especial - Nippo-Brasil
• 10 Provérbios Japoneses
Arquivo Nippo-Brasil - Edição 27
• Crueldade marca início
do bairro da Liberdade
Arquivo Nippo-Brasil - Edição 26
• Liberdade: um pedacinho
do Japão em São Paulo
• Nomes japoneses mais populares de 2013
• Aprender chinês não é tão difícil assim
• Homens donos de casa
• Executivos japoneses no Brasil convivem com diferenças culturais no País
• Japão ainda dificulta a carreira de mulheres
• Japão estimula funcionários a tirarem licença-paternidade
• Ano-Novo no Japão só
termina em meados de janeiro
• Marcos da imigração no Vale do Ribeira viram patrimônios históricos
• Natal à japonesa: sem feriado, ceia, missa e nem panetone
• Mulheres aderem à moda do plastimodelismo
• Editoras japonesas buscam formas de atrair mais leitores
• Ensino de japonês abre horizonte para estudantes da rede pública
• A nova imigração japonesa no Brasil
• Escolas em São Paulo ajudam a preservar cultura japonesa no País
• Mulheres casadas preferem ficar em casa do que trabalhar fora
• Japão oferece facilidades aos portadores de necessidades especiais
• Suicídios afetam 35 mil trens por ano
• Divórcios no Japão e Brasil:
Quando o amor acaba
• Maternidade torna-se problema social no Japão
• Helper: Os cuidadores de idosos
• Taikô à brasileira
• Como escolher o nome em Japonês
• As noivas que atravessaram o Atlântico
• Yosakoi Soran: Uma dança, muitas culturas
• Pontos comerciais guardam a história do bairro da Liberdade

A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippobrasil.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2017 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

144 usuários online


Redação: editor@nippo.com.br

Diretoria: diretoria@nippo.com.br

Vendas: anuncie@nippo.com.br

Tel: (11) 9 5371 4019 (TIM)

Mais contatos e envio de releases