Portal NippoBrasil - OnLine - 17 anos
Sábado, 25 de março de 2017 - 18h41
Arquivo Edição 301 - 23 a 29 de março de 2005 - Especial - Portal NippoBrasil
 



Simbologia japonesa:
os animais

Algumas das crenças derivadas da antiga simbologia permanecem até hoje no cotidiano da população japonesa

(Texto: Erika Horigoshi/NB | Fotos: Arquivo - NippoBrasil)

Nesta segunda e última parte do especial sobre os símbolos do Japão, os animais são abordados como importantes figuras que compõem a cultura, as crenças e os costumes do povo do sol nascente. Em sua obra Symbols of Japan: Thematic Motifs in Art and Design, a estudiosa americana Merrily Baird comenta que faz parte da natureza do homem pensar e expressar-se simbolicamente, mas o poder dos símbolos é ainda mais magnífico quando uma sociedade compartilha amplamente as experiências e os sentimentos comuns sobre estas tradições.


CRENÇA - Gato: sorte e fortuna

TRADIÇÃO - Macaco: caminho feliz

Segundo ela, isso existe no Japão em um grau tão impressionante, que assegura ao país a continuidade da apreciação de uma vida cultural enriquecida pelo uso dos símbolos. “Ensina a antiga sabedoria oriental que a sorte e a felicidade do homem são frutos de uma vida harmoniosa com a natureza”, explica o escritor, ilustrador e pesquisador da cultura japonesa, Cláudio Seto.

Daí viria a relação da natureza como principal fonte fornecedora de símbolos para as crenças humanas. “Igualmente, a harmonia complementar entre os opostos é chamada pelos japoneses de In to Yo [Yin e Yang em chinês]. Na simbologia animal, a tartaruga é In por ser achatada, escura e viver nas profundezas; já a garça é Yo, por ser comprida, clara e viver nas alturas”, exemplifica Seto.

Algumas das crenças derivadas dessa antiga simbologia permanecem até hoje no cotidiano dos japoneses. Um exemplo que já criou raízes culturais é o Maneki Neko, o gato sentado com a pata dianteira levantada, como se estivesse chamando alguém. No arquipélago, acredita-se que esse objeto traga a sorte e a fortuna para casas ou departamentos comerciais. “Uma das características principais é a chamada de clientes para o consumo, ou ainda o afastamento do infortúnio financeiro de residências e lojas”, esclarece a professora e pesquisadora Cecília Saito.

Hoje, por seu caráter encantador, o Maneki Neko é muito requisitado em peças publicitárias, mas a origem dessa figura vem da semelhança com o gato que lava a cara quando pressente que vai chover. “Devido à sensibilidade em definir padrões meteorológicos, o gato é associado com o dom da previsão. Entretanto, no Japão, também acredita-se que quando um gato está inquieto pode ser um sinal da chegada de um visitante”, lembra a pesquisadora.

Os japoneses também costumam ser vistos como um povo com grande capacidade de adaptação e de assimilação de outras culturas. Apesar da grande influência ocidental recebida nos últimos tempos, ao longo dos séculos o Japão teve muito contato e assumiu vários traços culturais de países como China, Coréia e Índia. Tal fato é refletido em manifestações da cultura religiosa nipônica até hoje, como o entalhe dos Três Macacos Sábios no Santuário Toshogu, em Nikko (Tochigi).

Originários da China, os macacos oferecem o caminho de uma vida feliz com três preceitos básicos anunciados em seus próprios nomes – Mizaru, Kikazaru e Iwazaru – não ver, não ouvir e não falar o mal. No Japão, os nomes dos macacos são enfatizados pelo trocadilho de palavras, já que zaru em japonês está ligado à negação, e saru ao significado do próprio macaco.

 
Animais no imaginário japonês


••• Tartaruga (kame)
Simboliza a força e a perseverança. Dentre os Cinco Elementos da Natureza (água, ar, fogo, terra e metal), a tartaruga domina o reino da Água. Sua simbologia também está relacionada ao sentido de longevidade, já que dizem ser ela a que mais vive dentre os animais.
••• Galo (ondori)
Popular no Japão, o galo, presente no horóscopo oriental, também está nas lendas religiosas japonesas, por ter cantado para trazer a luz da deusa Amaterasu de volta à Terra e ter assumido a responsabilidade de realizar essa tarefa todos os dias.


••• Carpa (koi)
Associa-se à coragem e à força. Há vários séculos, os japoneses reconhecem a importância dos peixes para sua sobrevivência. A carpa é venerada como um símbolo de boa sorte e fertilidade. No Japão, o Dia dos Meninos é comemorado pelas famílias que têm filhos com a colocação de um ornamento (koinobori) no alto de suas casas representando cardumes de carpas.


••• Garça/grou (tsuru)
Acredita-se que a garça é a que mais vive dentre as aves, por isso ela também está relacionada à longevidade e domina o reino do Ar, dentre os Cinco Elementos da Natureza. As famílias japonesas acreditam que o tsuru seja portador de boa sorte devido à sua coragem e ao seu estado de alerta. Como a crença da longevidade também está ligada a uma existência prolongada e feliz, o tsuru tornou-se um desenho muito comum em templos, casas e objetos de casamento. Esse animal também é relacionado à recuperação da saúde dos doentes, que podem ser presenteados com mil dobraduras da ave (senbazuru).


••• Corvo (karasu)
Conta a história que, em uma campanha militar em um país estrangeiro, o famoso imperador Jinmu – a quem os xintoístas veneravam como um semideus – e suas tropas foram salvos por um corvo gigante. Assim, o corvo passou a ser visto como o mensageiro dos deuses no Japão. Hoje, quando um corvo chora à noite, significa más notícias, sinal de que, em algum lugar, haverá um grande incêndio.

••• Tigre (tora)
Com lugar de destaque na mitologia japonesa, acredita-se que o tigre seja uma figura de origem divina, por vezes também associada à maldade e ao perigo, já que os demônios japoneses são representados vestidos com suas peles. Popularmente, entretanto, são comuns as ilustrações japonesas do tigre escondendo-se da tempestade em um bambuzal, o que significa a impotência de seu poder diante dos poderes da natureza. Na cultura japonesa, existem, porém, muitas fábulas que atestam a inteligência desse animal.

 

As lendas e os animais


FIGURA - Tanuki: poderes sobrenaturais

LENDA - Raposa: grande
ilusionista e pregadora de peças

No folclore do Japão, é muito comum a associação de animais a poderes e capacidades sobrenaturais. Tão forte é essa ligação, que até os dias de hoje as pessoas costumam relacionar alguns bichos a suas “personalidades figuradas”, de características paranormais.

Uma figura muito presente nas tradições lendárias japonesas é o tanuki (texugo), animal natural da Ásia freqüentemente retratado como detentor de poderes sobrenaturais de ilusionismo, os quais ele utiliza para roubar as refeições das pessoas nas histórias. “No entanto, os truques do tanuki não são considerados graves”, observa a professora e pesquisadora Cecília Saito. No Japão, estátuas de tanuki estão sempre presentes nas entradas dos restaurantes, para atrair clientes.

Outro animal fortemente ligado a traços sobrenaturais é a kitsune (raposa), cuja fama nas lendas é de uma grande ilusionista, capaz de enganar os humanos e pregar-lhe muitas peças com suas magias. Também lhe são atribuídas características como criatividade e um forte ar de mistério. “De acordo com os contos, a raposa ainda pode se transformar em uma mulher e seduzir os homens”, lembra Cecília.

 Busca
 Especial
Especial - Nippo-Brasil
• Festa de celebração do Ano do galo 2017 em São Paulo e previsões
Especial - Nippo-Brasil
• + 10 Provérbios Japoneses
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 311
• Gairaigo: as palavras estrangeiras na língua japonesa
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 304
• Provérbios do Japão:
sabedoria através dos tempos
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 302
• Hanami, uma bela tradição japonesa
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 301
• Simbologia japonesa: os animais
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 300
• Simbologia japonesa:
as flores e as árvores
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 281
• Você sabe o que significa seu sobrenome?
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 279
• Oriente-se para fazer ginástica!
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 271
• Bonsai, a natureza em miniatura
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 253
• Desvendando os
seres da mitologia japonesa
Especial - Nippo-Brasil
• Kaburimono (literalmente, aquilo que se põe na cabeça)
Especial - Nippo-Brasil
• Conheça alguns amuletos e preces orientais
Especial - Nippo-Brasil
• Shichifukujin, as sete divindades
Especial - Nippo-Brasil
• Daruma: sinônimo de sucesso
Especial - Nippo-Brasil
• A história da Hello Kitty
Especial - Nippo-Brasil
• A história e a tradição do Maneki Nekô no Japão
Especial - Nippo-Brasil
• Escrevendo seu nome brasileiro em caracteres japoneses
Especial - Nippo-Brasil
• 10 Provérbios Japoneses
Arquivo Nippo-Brasil - Edição 27
• Crueldade marca início
do bairro da Liberdade
Arquivo Nippo-Brasil - Edição 26
• Liberdade: um pedacinho
do Japão em São Paulo
• Nomes japoneses mais populares de 2013
• Aprender chinês não é tão difícil assim
• Homens donos de casa
• Executivos japoneses no Brasil convivem com diferenças culturais no País
• Japão ainda dificulta a carreira de mulheres
• Japão estimula funcionários a tirarem licença-paternidade
• Ano-Novo no Japão só
termina em meados de janeiro
• Marcos da imigração no Vale do Ribeira viram patrimônios históricos
• Natal à japonesa: sem feriado, ceia, missa e nem panetone
• Mulheres aderem à moda do plastimodelismo
• Editoras japonesas buscam formas de atrair mais leitores
• Ensino de japonês abre horizonte para estudantes da rede pública
• A nova imigração japonesa no Brasil
• Escolas em São Paulo ajudam a preservar cultura japonesa no País
• Mulheres casadas preferem ficar em casa do que trabalhar fora
• Japão oferece facilidades aos portadores de necessidades especiais
• Suicídios afetam 35 mil trens por ano
• Divórcios no Japão e Brasil:
Quando o amor acaba
• Maternidade torna-se problema social no Japão
• Helper: Os cuidadores de idosos
• Taikô à brasileira
• Como escolher o nome em Japonês
• As noivas que atravessaram o Atlântico
• Yosakoi Soran: Uma dança, muitas culturas
• Pontos comerciais guardam a história do bairro da Liberdade

A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippobrasil.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2017 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

110 usuários online


Redação: editor@nippo.com.br

Diretoria: diretoria@nippo.com.br

Vendas: anuncie@nippo.com.br

Tel: (11) 9 5371 4019 (TIM)

Mais contatos e envio de releases