Portal NippoBrasil - OnLine - 17 anos
Quinta-feira, 21 de setembro de 2017 - 2h07
  Empregos no Japão

  Busca
 
  Seções NippoBrasil
   Comunidade
   Opinião
   Circuito
   Notícias
   Agenda
   Dekassegui
   Entrevistas
   Especial
-
  Variedades
   Aula de Japonês
   Automóveis
   Artesanato
   Beleza
   Bichos
   Budô
   Cultura-Tradicional
   Culinária
   Haicai
   História do Japão
   Horóscopo
   Lendas do Japão
   Mangá
   Pesca
   Saúde
   Turismo-Brasil
   Turismo-Japão
-
  Esportes
   Copa do Mundo 2014
   Copa das
 Confederações 2013
-
  Especiais
   Imigração Japonesa
   120 anos de Amizade  Japão-Brasil
   Bomba de Hiroshima
   Japan House
   Festival do Japão 2016
-
 Colunas
   Conversando de RH
   Mensagens
     Roberto Shinyashiki
-
 Veja mais  Classificados
   Econômico
   Empregos no Brasil
   Guia Profissionais
   Imóveis
   Oportunidades
   Ponto de Encontro
-
  Interatividade
   Fale com a Redação
-
  Institucional
   Quem somos


Opinião - 10/01/2014 - NippoBrasil
Ranking do Progresso

Junji Abe*

Um estudo publicado pela Revista Veja contribuiu para desmistificar a ideia generalizada de que todos os políticos chafurdam num mar de lama, ávidos na defesa dos próprios interesses e indiferentes às necessidades e anseios da população que representam. Muitos se enquadram nesta definição e, não por menos, são protagonistas dos mais nefastos escândalos de corrupção. Felizmente, nem todos.

O chamado “ranking do progresso”, divulgado na edição de Natal (25/12/13) da revista, me coloca como um dos mais atuantes congressistas. Com uma nota de 7,6, ocupo a 13ª posição entre os 513 deputados federais do Brasil e figuro como o terceiro melhor colocado entre os 70 representantes do Estado de São Paulo.

Segundo o estudo, meu desempenho nos nove eixos considerados fundamentais para que o Brasil alcance o progresso – da diminuição da carga tributária ao aprimoramento das relações trabalhistas – apresenta uma distância de 2,4 pontos em relação ao parlamentar campeão, pontuado com nota 10, o também pessedista, meu amigo Onofre Santo Agostini (SC).

Em parceria com o Necon (Núcleo de Estudos sobre o Congresso), do Iesp-Uerj (Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro), o trabalho de Veja resultou de uma profunda garimpagem para pinçar e esmiuçar, entre centenas, as 243 proposições de maior relevância no Senado e na Câmara dos Deputados. Cada uma foi classificada sob os aspectos favorável e desfavorável em relação aos temas predeterminados. A análise identificou as propostas de ajustes na legislação brasileira, capazes de contribuir para um Brasil mais moderno e competitivo.

“Os parlamentares à margem do toma lá dá cá revelaram um forte empenho em torno de causas cruciais para o desenvolvimento econômico do País, numa atuação tanto mais eficaz quanto maior a experiência em termos de mandatos cumpridos”, reconheceu Veja. Antes da aplicação da metodologia do Necon, a revista adotou uma “cláusula de ética” para expurgar da análise os congressistas envolvidos em escândalos ou de reputação duvidosa. Em outras palavras, foram avaliados somente aqueles considerados ficha limpa.

Aproveito para agradecer, de coração, as mensagens de congratulações vindas de centenas de pessoas dos mais variados pontos do País. Aos 73 anos de idade, orgulhosamente mogiano, recebo a notícia com muita humildade e reafirmo que a boa avaliação só me estimula a trabalhar cada vez mais e melhor pelo povo brasileiro, perseguindo a meta de atuar em perfeita sintonia com a população para responder suas justas demandas com competência e agilidade.




*Junji Abe, deputado federal pelo PSD-SP
Email: contato@junjiabe.com
www.junjiabe.com
 Coluna: Opinião
23/11/2016 - Por Junji Abe
Tite, Temer e o Brasil
20/10/2016 - Por Junji Abe
Imposto mata o Brasil
30/08/2016 - Por Junji Abe
Legado dos Jogos Olímpicos
27/06/2016 - Por Junji Abe
Novos desafios
21/06/2016 - Por Junji Abe
Gênero de 1ª necessidade
20/05/2016 - Por Junji Abe
Missão do presente
04/04/2016 - Por Junji Abe
Melhor qualidade de vida
18/03/2016 - Por Junji Abe
Geração perdida
17/02/2016 - Por Walter Ihoshi
Não podemos jogar a tolha
30/12/2015 - Por Junji Abe
Trio do bem
27/11/2015 - Por Junji Abe
Lama da morte
29/09/2015 - Por Junji Abe
Resgate da policultura
14/09/2015 - Por Junji Abe
Terrorismo tributário
12/06/2015 - Por Junji Abe
Dignidade das domésticas
30/04/2015 - Por Junji Abe
Alerta aos aposentados
26/03/2015 - Por Junji Abe
Chega de imediatismo no Brasil
05/03/2015 - Por Junji Abe
Revolta dos caminhoneiros
25/11/2014 - Por Tetsuro Hori
Por que privatizar o sistema de transporte de massa e quais são os principais benefícios
11/04/2014 - Por Walter Ihoshi
A internet e o futuro de um mundo conectado
10/01/2014 - Por Junji Abe
Ranking do Progresso
18/10/2013 - Por Hélio Nishimoto
Para relembrar Hiroshima e Nagasaki
14/08/2013 - Por Hatiro Shimomoto
Bons usos e costumes
para o Brasil
20/07/2013 - Por Walter Ihoshi
Santas Casas na UTI
05/06/2013 - Por Lizandra Arita
Dia das Mães:
Q ue tipo de mãe é você?
19/04/2013 - Por Kunihiko Chogo
Adaptando-se ao jeito
brasileiro de ser
08/12/2012 - Por Keiko Ota
Frente Parlamentar em Defesa das Vítimas de Violência
13/10/2012 - Por Walter Ihoshi
A importância da transparência dos impostos
Por Teruo Monobe
Inflação
Por Teruo Monobe
Equilíbrio fiscal
Por Teruo Monobe
Balança comercial
Por Teruo Monobe
Brasil caro
Por Teruo Monobe
O que se passa
na economia global
Por Teruo Monobe
Discurso de posse
Por Teruo Monobe
2011 e o longo prazo
Por Teruo Monobe
Ano-Novo, tudo
novo em 2011
Por Teruo Monobe
A volta do ouro
Por Teruo Monobe
Novo governo, velho problema
Por Teruo Monobe
Natal gordo
Por Teruo Monobe
Novamente, a Europa em crise
Por Teruo Monobe
Esperando o Plano Dilma

A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippobrasil.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2017 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

121 usuários online


Redação: editor@nippo.com.br

Diretoria: diretoria@nippo.com.br

Vendas: anuncie@nippo.com.br

Tel: (11) 9 5371 4019 (TIM)

Mais contatos e envio de releases