Portal NippoBrasil - OnLine - 17 anos
Quarta-feira, 22 de março de 2017 - 19h07
  Empregos no Japão

  Busca
 
  Seções NippoBrasil
   Comunidade
   Opinião
   Circuito
   Notícias
   Agenda
   Dekassegui
   Entrevistas
   Especial
-
  Variedades
   Aula de Japonês
   Automóveis
   Artesanato
   Beleza
   Bichos
   Budô
   Cultura-Tradicional
   Culinária
   Haicai
   História do Japão
   Horóscopo
   Lendas do Japão
   Mangá
   Pesca
   Saúde
   Turismo-Brasil
   Turismo-Japão
-
  Esportes
   Copa do Mundo 2014
   Copa das
 Confederações 2013
-
  Especiais
   Imigração Japonesa
   120 anos de Amizade  Japão-Brasil
   Bomba de Hiroshima
   Festival do Japão 2016
-
 Colunas
   Conversando de RH
   Mensagens
     Roberto Shinyashiki
-
 Veja mais  Classificados
   Econômico
   Empregos no Brasil
   Guia Profissionais
   Imóveis
   Oportunidades
   Ponto de Encontro
-
  Interatividade
   Fale com a Redação
-
  Institucional
   Quem somos


Arquivo NippoBrasil - Edição 126 - 17 a 23 de outubro de 2001
 
Okinawa: Ryukyu, Soberano dos Mares do Sul
Okinawa se localiza no sul do Japão, destacando-se pelo Mar de Corais esverdeados. É possível usufruir da rica natureza de praias e baleias o ano todo, além de várias espécies de mamíferos e 120 tipos de aves. Na capital, Naha, os turistas podem visitar balneários e monumentos históricos.

Vista aérea de Okinawa
 

“Naha Haari” (competição de barcos em forma de dragão)
 

Castelo Shurijo (Patrimônio da Humanidade reconhecido pela Unesco
 

(Fotos: divulgação Chibana Viagens e Turismo)

A Província de Okinawa ocupa a metade sul do arquipélago de Ryukyu estendendo-se a uma distância de 1.287km desde Kyushu a Taiwan. É constituída de 160 ilhas pequenas e grandes espalhadas em uma superfície marítima de 1.000 km de leste a oeste, e 400 km de norte a sul. Com um total de 2.265 quilômetros quadrados de superfície territorial, dentre as 47 províncias e áreas metropolitanas do Japão, Okinawa é a quarta menor província seguida de Tóquio, Osaka e a Província de Kanagawa. É um fato histórico reconhecido que o Reino de Ryukyu, aproveitando a sua posição geográfica privilegiada, prosperou enormemente a partir do século 14, como resultado de um ativo comércio com a China, Coréia, Japão e demais países do Sudeste Asiático.

Atualmente, com base nesse aspecto geográfico e histórico, a Província de Okinawa está realizando um ativo intercâmbio internacional nas áreas de economia, cultura, ciência e tecnologia com os países adjacentes da Ásia e do Pacífico, num esforço de tornar-se o foco de cooperação e intercâmbio do Pólo Sul do Japão.

 
 

História

De reino independente à invasão de Satsuma; a anexação ao Japão; a trágica experiência na Guerra do Pacífico; a ocupação do Exército Americano e, finalmente, a reversão ao Japão.

A história de Okinawa tem sido um contínuo vai-vem de vicissitudes. Atualmente, o povo de Okinawa tem os olhos voltados a uma nova era, em busca de uma identidade própria.


Clima

Localizada entre as latitudes 26º e 27º ao Norte do Equador, estabelecendo-se em latitude de locais como Bahamas e Cuba, Okinawa possui médias térmicas anuais relativamente altas, ficando em torno dos 23ºC. Essa temperatura implica um clima subtropical, diferente de todo o Japão, gerando uma excelente fonte de renda para a população de Okinawa, pois recebe anualmente mais de 4 milhões de turistas vindos do mundo todo.



Karatê (arte marcial que nasceu em Okinawa)

Artes Tradicionais
& Artes Marciais

Existem dois gêneros de artes tradicionais: o popular e o clássico. Nos últimos anos, manifestações da arte popular como o”Ryukyu Buyou” (bailado popular tradicional) e o “Eisaa” (dança de tambores) têm ganhado bastante popularidade, com um crescente número de praticantes.

O ritmo e melodias okinawanos também atravessam uma fase criativa, sendo na atualidade aplicados em outras formas de expressão (como teatro e atividades musicais). O karatê, apresentado em sua terra natal, também tem alcançado renome e pode ser assistido pelos turistas nas academias especializadas.


Lápide da Paz

Como parte dos atos comemorativos do fim da Guerra do Pacífico e de Okinawa, foi erigida a “Lápide da Paz” (Heiwa no Ishiji), com a inscrição dos nomes de todos aqueles que faleceram à causa da guerra, sejam civis ou militares e sem distinção racial e nacionalidade. Concluída em junho de 1995, a Lápide da Paz foi inaugurada no dia 23 de junho, Dia Memorial da Paz de Okinawa (Irei no Hi).

Monumento para reverenciar e rezar pelo descanso eterno das vítimas, a Lápide da Paz foi também construída com a finalidade de orar pela Paz Mundial, transmitir ao mundo a trágica experiência da guerra e servir como um lugar para o aprendizado da Paz.


Lápide da Paz: nomes daqueles que morreram durante a Batalha de Okinawa


Tombado como Patrimônio da Humanidade

Os sítios arqueológicos de Gusuku e áreas relacionadas ao Império de Ryuku (um total de nove) foram oficialmente tombados como patrimônio da humanidade em 2 de dezembro de 2000, na 24ª sessão da Comissão de Patrimônio da Humanidade da Unesco. É um grande orgulho para os okinawanos que estas estruturas características em pedra da era Ryuku (inclusive Gusuku) e a cultura Ryuku formada pelas crenças indígenas tenham sido reconhecidas como patrimônios da humanidade.



“Goya Champuru” (prato típico de Okinawa)

Alimentação

A expectativa de vida dos okinawanos é uma das mais elevadas do mundo. Uma alimentação rica em proteínas e vegetais é o fator fundamental para manter a longevidade. A comida de Okinawa tem duas origens: os pratos servidos na Corte e os pratos da plebe. A primeira foi desenvolvida na era da Dinastia de Ryukyu, recebendo influências da China e do Japão, enquanto a segunda nasceu nos lares do povo. Um dos pratos caseiros representativos é o “Champuru”, designação comum a todos os pratos que têm seus ingredientes misturados e cozidos em gordura.

 Arquivo - Turismo Japão
ARQUIVO - EDIÇÃO 205
• Soka
ARQUIVO - EDIÇÃO 202
• Hirakata
ARQUIVO - EDIÇÃO 199
• Niigata
ARQUIVO - EDIÇÃO 197
• Tohoku
ARQUIVO - EDIÇÃO 195
• Tóquio e arredores: belezas que encantam
ARQUIVO - EDIÇÃO 193
• Chugoku-Shigoku: O coração do Japão
ARQUIVO - EDIÇÃO 191
• Okinawa: Uma região de paraísos subtropicais
ARQUIVO - EDIÇÃO 189
• Nagasaki - O berço cristão japonês
ARQUIVO - EDIÇÃO 187
• Shimabara
ARQUIVO - EDIÇÃO 185
• Tottori: O Saara japonês
ARQUIVO - EDIÇÃO 183
• Matsue - A herança intacta dos samurais
ARQUIVO - EDIÇÃO 181
• Chiba conserva folclore cultural da região
ARQUIVO - EDIÇÃO 179
• Okutama: Refrescando-se nas montanhas
ARQUIVO - EDIÇÃO 177
• Mito: A cidade de um dos mais belos jardins japoneses
ARQUIVO - EDIÇÃO 175
• Izu - O paraíso das águas
ARQUIVO - EDIÇÃO 173
• Kyoto: Cenário de três mil templos
ARQUIVO - EDIÇÃO 171
• Chindon-ya
ARQUIVO - EDIÇÃO 169
• Toyama no Kusuri
ARQUIVO - EDIÇÃO 167
• Sensooji o templo do Carnaval
ARQUIVO - EDIÇÃO 165
• Odaiba: a face futurista de Tóquio
ARQUIVO - EDIÇÃO 163
• Todaiji: o templo do grande Buda de Nara
ARQUIVO - EDIÇÃO 161
• Ryuhyoo: O gelo navegante de Hokkaido
ARQUIVO - EDIÇÃO 159
• Hokkaido, o inverno mais gelado do Japão
ARQUIVO - EDIÇÃO 134
• Yamanashi:
A Terra dos Lagos
ARQUIVO - EDIÇÃO 130
• Okayama
ARQUIVO - EDIÇÃO 128
• Osaka
ARQUIVO - EDIÇÃO 126
• Okinawa: Ryukyu, Soberano dos Mares do Sul
ARQUIVO - EDIÇÃO 124
• Kamakura
ARQUIVO - EDIÇÃO 122
• Monte Fuji e os Cinco Lagos
ARQUIVO - EDIÇÃO 120
• Nikko: A Cidade dos Santuários
ARQUIVO - EDIÇÃO 118
• Parques Temáticos
ARQUIVO - EDIÇÃO 116
• Hakone - A região dos vales fumegantes
ARQUIVO - EDIÇÃO 114
• Iwate
ARQUIVO - EDIÇÃO 108
• A atraente ilha de Sado
ARQUIVO - EDIÇÃO 106
• Hokkaido
ARQUIVO - EDIÇÃO 104
• Kansai: Redescobrindo as belezas da região
ARQUIVO - EDIÇÃO 101
• Soka: Industrialização traz rápido progresso à cidade
ARQUIVO - EDIÇÃO 98
• Hirakata

A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippobrasil.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2017 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

135 usuários online


Redação: editor@nippo.com.br

Diretoria: diretoria@nippo.com.br

Vendas: anuncie@nippo.com.br

Tel: (11) 9 5371 4019 (TIM)

Mais contatos e envio de releases