Portal NippoBrasil - OnLine - 17 anos
Segunda-feira, 22 de julho de 2019 - 11h32
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPORTES
Copa 2014
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
 
Niigata
Um cenário eclético formado por lagos, montanhas e onsens. Província ainda oferece diversões como a tradicional pesca com as mãos


Himawari Matsuri, Festival dos Girassóis, que acontece no verão em Tsunan

 


A paisagem colorida é um dos atrativos
do outono em Myoko Kogen


O Aquário de Niigata recria o
ambiente do Mar do Japão


Templo de Bishamon, em Urasa, que foi
reconstruído, depois de um incêndio, em 1931


O Vilarejo Russo é um pedaçinho
da Rússia no Japão

(Texto e fotos: Arquivo NippoBrasil)

Se o destino de sua próxima viagem incluir a província de Niigata, então desfrute dos prazeres que a natureza local oferece. Comece, por exemplo, percorrendo uma trilha montanhosa da região sul de Joetsu e descubra aos poucos o gosto pela pescaria yanaba (com as mãos) praticada pelos moradores de Chuetsu.

O ar frio das montanhas, que chegam a atingir mais de dois mil metros de altitude, é um convite ao turista para apreciar o Monte Myoko, que pertence ao Parque Nacional Joshinetsu Kogen. Ladeado por mais duas montanhas - o Yake e o Hiuchi - o Myoko está a 1.300 metros acima do nível do mar e compõe uma paisagem colorida, principalmente no outono. Como um presente a mais para os olhos de quem quer conhecer bem a região, as cerca de 48 quedas impressionam os visitantes. A mais conhecida é a queda de Sou, que fica a 35 minutos a pé de um outro ponto turístico: o Onsen Tsubame.

Ainda dentro de Joetsu, o Parque Takada é uma atração turística, tanto pela importância de sua história, como pela beleza das mais de 3 mil cerejeiras que desabrocham na primavera. Também no local, encontra-se o castelo que pertenceu à família de um dos grandes samurais, o Matsudaira, que é relembrado até hoje pelos seus moradores.

Além de seu passado significativo, o parque é considerado uma das três maiores vistas de flores de cerejeira do Japão e um dos mais disputados parques para passeios à noite, à luz de lanternas, um costume praticado pelos japoneses a cada chegada da estação.

As termas do Myoko Kogen e de Matsunoyama também são passagens obrigatórias para os que apreciam o encontro com a natureza através dos banhos chamados onsen. Sete deles estão à disposição dos turistas, sendo que o maior da província, o Matsunoyama, no Templo Shonji, é uma relíquia da região por sua origem estar relacionada aos primórdios do cristianismo no Japão.

Depois de conhecer o sul de Niigata, é hora então de conhecer o centro, começando pelo Lago Okutami, procurado principalmente entre junho e outubro para passeios de barco entre florestas.

Já uma das diversões imperdíveis é tentar pegar peixes com a mão, diretamente da água, cultivando uma tradição secular: denominada yanaba. Em Horinouchi Yanaba, por exemplo, é possível pescar uma variedade de peixes, de acordo com a estação do ano, incluindo salmão e truta.

E como o assunto é peixe, outra possível atração é o Nishigoi-no-Sato, um lugar famoso pela criação de carpas conhecidas como “jóias nadadoras”. Nessa região de Niigata, um tradicional cartão postal, é possível apreciar a beleza do lugar e conhecer a importância de sua história ao longo dos passeios em Nishigoi-no-Sato.


No Museu de História de Nagaoka encontram-se peças deste a pré-história do Japão

 

Festivais e Eventos

Niigata se orgulha de preservar vários festivais e eventos tradicionais. Em particular, a ilha de Sado, é rica em atividades folclóricas remanescentes do período da idade média, durante a qual, a corte foi deportada para o exílio. A seguir, um resumo das atividades turisticas da província

• Primavera
- Em quase todas cidades ocorre o tradicional Hanami, onde familias e grupos de amigos se reúnem, comemorando a chegada da primavera num piquenique ao ar livre, embaixo de cerejeiras (sakurá) carregadas de flores.

• Verão:
- Festival de fogos de Nagaoka, considerado o maior do Japão;
- Danças folclóricas realizadas em meados de agosto na cidade de Niigata e na Ilha de Sado;

• Outono
- Exposição de crisântemos (‘kiku’) no Monte Yahiko, considerado o maior do Japão nesta modalidade;

• Inverno
- Festival de Neve de Tokamachi;
- Temporada de abertura de várias estações de esqui



Arquivo NippoBrasil - Edição 247 - 3 a 9 de março de 2004
 Arquivo - Turismo Japão
ARQUIVO - EDIÇÃO 247
• Niigata
ARQUIVO - EDIÇÃO 244
• Monte Fuji
ARQUIVO - EDIÇÃO 242
• Okinawa
ARQUIVO - EDIÇÃO 240
• Hokuriku
ARQUIVO - EDIÇÃO 236
• Nikko: a cidade dos santuários
ARQUIVO - EDIÇÃO 232
• Kamakura
ARQUIVO - EDIÇÃO 229
• Yamanashi
ARQUIVO - EDIÇÃO 227
• Okayama
ARQUIVO - EDIÇÃO 222
• Hakone
ARQUIVO - EDIÇÃO 220
• Osaka
ARQUIVO - EDIÇÃO 216
• Iwate
ARQUIVO - EDIÇÃO 214
• Ilha de Sado
ARQUIVO - EDIÇÃO 211
• Hokkaido - Tudo começou em Naka Furano
ARQUIVO - EDIÇÃO 208
• Kansai - Redescobrindo as belezas da região
ARQUIVO - EDIÇÃO 205
• Soka
ARQUIVO - EDIÇÃO 202
• Hirakata
ARQUIVO - EDIÇÃO 199
• Niigata
ARQUIVO - EDIÇÃO 197
• Tohoku
ARQUIVO - EDIÇÃO 195
• Tóquio e arredores: belezas que encantam
ARQUIVO - EDIÇÃO 193
• Chugoku-Shigoku: O coração do Japão
ARQUIVO - EDIÇÃO 191
• Okinawa: Uma região de paraísos subtropicais
ARQUIVO - EDIÇÃO 189
• Nagasaki - O berço cristão japonês
ARQUIVO - EDIÇÃO 187
• Shimabara
ARQUIVO - EDIÇÃO 185
• Tottori: O Saara japonês
ARQUIVO - EDIÇÃO 183
• Matsue - A herança intacta dos samurais
ARQUIVO - EDIÇÃO 181
• Chiba conserva folclore cultural da região
ARQUIVO - EDIÇÃO 179
• Okutama: Refrescando-se nas montanhas
ARQUIVO - EDIÇÃO 177
• Mito: A cidade de um dos mais belos jardins japoneses
ARQUIVO - EDIÇÃO 175
• Izu - O paraíso das águas
ARQUIVO - EDIÇÃO 173
• Kyoto: Cenário de três mil templos
ARQUIVO - EDIÇÃO 171
• Chindon-ya
ARQUIVO - EDIÇÃO 169
• Toyama no Kusuri
ARQUIVO - EDIÇÃO 167
• Sensooji o templo do Carnaval
ARQUIVO - EDIÇÃO 165
• Odaiba: a face futurista de Tóquio
ARQUIVO - EDIÇÃO 163
• Todaiji: o templo do grande Buda de Nara
ARQUIVO - EDIÇÃO 161
• Ryuhyoo: O gelo navegante de Hokkaido
ARQUIVO - EDIÇÃO 159
• Hokkaido, o inverno mais gelado do Japão
ARQUIVO - EDIÇÃO 134
• Yamanashi:
A Terra dos Lagos
ARQUIVO - EDIÇÃO 130
• Okayama
ARQUIVO - EDIÇÃO 128
• Osaka
ARQUIVO - EDIÇÃO 126
• Okinawa: Ryukyu, Soberano dos Mares do Sul
ARQUIVO - EDIÇÃO 124
• Kamakura
ARQUIVO - EDIÇÃO 122
• Monte Fuji e os Cinco Lagos
ARQUIVO - EDIÇÃO 120
• Nikko: A Cidade dos Santuários
ARQUIVO - EDIÇÃO 118
• Parques Temáticos
ARQUIVO - EDIÇÃO 116
• Hakone - A região dos vales fumegantes

A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippobrasil.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2019 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados

183 usuários online