Portal NippoBrasil - OnLine - 17 anos
Terça-feira, 25 de setembro de 2018 - 14h43
  Empregos no Japão

  Busca
 
  Seções NippoBrasil
   Comunidade
   Opinião
   Circuito
   Notícias
   Agenda
   Dekassegui
   Entrevistas
   Especial
-
  Variedades
   Aula de Japonês
   Automóveis
   Artesanato
   Beleza
   Bichos
   Budô
   Comidas do Japão
   Cultura-Tradicional
   Culinária
   Haicai
   História do Japão
   Horóscopo
   Lendas do Japão
   Mangá
   Pesca
   Saúde
   Turismo-Brasil
   Turismo-Japão
-
  Esportes
   Copa do Mundo 2014
   Copa das
 Confederações 2013
-
  Especiais
   Imigração Japonesa
   120 anos de Amizade  Japão-Brasil
   Bomba de Hiroshima
   Japan House
   Festival do Japão 2018
-
 Colunas
   Conversando de RH
   Mensagens
     Roberto Shinyashiki
-
 Veja mais  Classificados
   Econômico
   Empregos no Brasil
   Guia Profissionais
   Imóveis
   Oportunidades
   Ponto de Encontro
-
  Interatividade
   Fale com a Redação
-
  Institucional
   Quem somos


 
ZEAMI, o criador do Nô

Mais da metade das obras existentes de Nô foram criadas por Zeami
 
Fotos: Divulgação / Arquivo NB

Zeami foi o grande gênio
do teatro tradicional japonês

Nas atividades festivas como o ano novo ou nas cerimônias de casamento, quase sempre cantam-se ou dançam-se Takasago. Takasago foi elaborado por Zeami, realizador do teatro Nô, baseado na lenda que diz serem cônjuges o pinheiro de Sumiyoshi e o de Takasago. O conteúdo felicita a tranqüilidade no lar e a paz no mundo. O mestre Zeami, criador de várias obras do teatro Nô e autor de teorias teatrais é considerado um gênio na história do teatro japonês.

A vida de Zeami

Nasceu em 1363 como filho de Kan’ami, que concluiu o Nô Sarugaku em Yamato. Aproximadamente aos 8 anos, já passou a atuar no palco de Kanzeza juntamente com seu pai. Aos 12 anos, apresenta sua dança diante do Shogun Ashikaga Yoshimitsu. Após isso, devido a incomum capacidade de expressão e também por ser um belo jovem, passa a receber uma especial atenção do Shogun Yoshimitsu, que era apenas 5 ou 6 anos mais velho. Estudou também com Nijo Yoshimoto, maior autoridade da época em waka e renga (poesia tradicional japonesa), adquirindo a cultura da nobreza e kachofugetsu (flor, pássaro, vento e lua) que é o coração de waka. Aos 22 anos tornou-se órfão do pai e passou a ser o jovem líder de kanzeza. Empenhou-se então para a difusão do teatro Nô. Aos 45 anos, quando concluiu sua arte, o Shogun Yoshimitsu assistiu à sua dança no Kinkakuji, ou templo dourado, sua residência de férias, tendo como convidado o imperador Gokomatsu, o poderoso da época. A sua apresentação no templo reluzente na cor de ouro, pensa-se ter sido a sua melhor dança. Logo após isso, faleceu o Shogun Yoshimitsu; e a ausência da sua proteção provocou um esfriamento em kanzeza. Entretanto, ele fez disso uma oportunidade para continuar sua atividade teatral e redigir suas teorias sobre teatro e a arte de representar. Aos 60 anos passou o posto de líder ao seu filho e seguiu a vida religiosa. Aos 72 anos, provocou a ira do Shogun Ashikaga Yoshinori, sendo exilado à Ilha de Sado, na província de Niigata. Não se sabe ao certo se faleceu no exílio ou se anistiado, retornou a Quioto. Considera-se que falecera por volta de 1443 o gênio que, a partir de sarugaku, uma arte popular, elaborou e concluiu um teatro de alto valor artístico que é o teatro Nô.

O que vem a ser mugenno?

Partindo da arte popular sarugaku, que tem como base o riso e a imitação, incorporou a música produzida principalmente por flauta, tamborim e tambores pequenos e introduziu o refinamento da cultura da nobreza e o kachofugetsu de waka e renga, criando um mundo de beleza fantástica e de mistérios. Considerou que o ponto máximo do teatro deve ser algo que transcenda a efemeridade do mundo e a imutabilidade que transcende os modismos do momento. Vislumbrou em cada ser humano um microcosmo. Dizem que mais da metade das obras existentes de teatro Nô são da autoria de Zeami.

Mugenno consiste nas peças em cujos enredos os viajantes ou monges visualizam como se fosse um sonho ou ilusão, espíritos dos falecidos, espíritos das divindades, de ogres, ou de coisas e ouve suas estórias e assiste às suas danças. Nesta época em que prioriza o mundo da morte ou do inconsciente ao invés da realidade, dizem que Zeami tomou a frente de escritores de peças teatrais, de Strindberg ou mesmo de Freud.

Kadensho, sua teoria teatral

É também chamada de Hanasugata Kadensho. Trata do modo de ser da arte do ponto de vista da teoria artística, do período após a Idade Média. Considera que o teatro Nô condensou-se em torno de 3 elementos: yugen (fantástico e misterioso), hie (esfriamento) e hana (flores). Além disso, deixou obras como “Kakyo” e “Sarugaku dangi”. O teatro Nô, uma arte composta que reúne a música, dança e teatro numa só modalidade é o teatro clássico musical dançado do qual o Japão pode orgulhar-se. Os belos trajes e máscaras conquistaram o exterior.

O site oficial de kanzeryu é www.kanze.net
 

Arquivo NippoBrasil - Edição 187 - 24 de dezembro de 2002 a 7 de janeiro de 2003
Busca
Cultura Tradicional
Arquivo Nippo - Edição 187
ZEAMI, o criador do Nô
Arquivo Nippo - Edição 185
Feira de Hagoita
Arquivo Nippo - Edição 183
Livros editados pelos cristãos
Arquivo Nippo - Edição 181
Quimono
Arquivo Nippo - Edição 179
Kingyo
Arquivo Nippo - Edição 177
História do Daruma
Arquivo Nippo - Edição 175
Koromogae, trocando de estação e de roupa
Arquivo Nippo - Edição 173
Crisântemo, a flor do Japão
Arquivo Nippo - Edição 171
A história dos estudos japoneses no Brasil
Arquivo Nippo - Edição 169
Higuchi Ichiyo será a primeira figura feminina estampada em cédula japonesa
Arquivo Nippo - Edição 165
O grande Festival de Osorezan
Arquivo Nippo - Edição 163
O Monte Fuji
Arquivo Nippo - Edição 161
Óculos
Arquivo Nippo - Edição 159
Sharaku
Arquivo Nippo - Edição 157
KAÔ, um tipo de carimbo personalizado
Arquivo Nippo - Edição 155
Os japoneses e o Impressionismo
Arquivo Nippo - Edição 153
Colheita de Chá
Arquivo Nippo - Edição 151
Undokai, a gincana esportiva
Arquivo Nippo - Edição 149
Ninja
Arquivo Nippo - Edição 147
Os sons dos insetos
Arquivo Nippo - Edição 145
Kanban (Letreiros das casas comerciais)
Arquivo Nippo - Edição 143
Otearai, toalete
Arquivo Nippo - Edição 141
Myoji - Sobrenome Japonês
Arquivo Nippo - Edição 139
Saquê, bebida milenar
Arquivo Nippo - Edição 137
Seijinshiki, a Cerimônia da Maioridade
Arquivo Nippo - Edição 135
Oshogatsu - Ano Novo
Arquivo Nippo - Edição 133
Festival dos Guerreiros de Akoo
Arquivo Nippo - Edição 131
Livros japoneses
Arquivo Nippo - Edição 129
Ryokan, hospedaria estilo japonês
Arquivo Nippo - Edição 127
Yookai: Monstros e fantasmas
Arquivo Nippo - Edição 125
Kodo - A arte de apreciar fragrâncias
Arquivo Nippo - Edição 123
Noshi - Mizuhiki
Arquivo Nippo - Edição 121
Nihon Buyou
Arquivo Nippo - Edição 119
Hashi
Arquivo Nippo - Edição 117
Karakuri Ningyou
Arquivo Nippo - Edição 115
Dia do Boi
Arquivo Nippo - Edição 113
Hinomaru
Arquivo Nippo - Edição 111
Origami: dobradura de papel
Arquivo Nippo - Edição 109
Parto

A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippobrasil.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2018 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

159 usuários online