PORTAL NIPPOBRASIL ONLINE - 19 ANOS
-
Fale conosco: adm@nippo.com.br   
Quarta-feira, 23 de outubro de 2019 - 2h46
DESTAQUES:
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPORTES
Copa 2014
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
Caderno Bichos

Câncer: diagnósticos e tratamento

O primeiro passo para detectar a doença é a observação por parte do dono
 

(Foto: Divulgação)

Assim como nos humanos, o câncer em animais é uma doença teoricamente grave e incurável. No entanto, ela não deve ser encarada como o fim da vida. “Há muitos animais e pessoas que vivem bem, por muitos e muitos anos, se mudarem seus hábitos” afirma a veterinária da Faculdade de Ciências da Saúde de São Paulo (Facis), Ana Torro.

Essa mudança de hábito consiste em alimentação saudável, redução de situações estressantes, fazer o que se gosta, brincar mais, ter uma relação de afeto mais próxima, enfim aproveitar mais a vida. “É para isso que os animais de companhia estão ao nosso lado, para melhorar a vida de uma forma geral e talvez seja isso o que eles queiram mostrar quando adoecem”, complementa Ana.

Diagnóstico

Quanto mais precoce for o diagnóstico do câncer, maior será a chance de sobrevivência do animal. Para isso, é necessária a observação e a atenção diária do dono.

Normalmente, a suspeita da doença começa quando o pet apresenta um aumento de volume em alguma parte do corpo, ou sintomas diferentes de sua rotina diária. “O diagnóstico, na maioria das vezes, é tardio, porque depende da observação dos proprietários das várias formas de apresentação dos tipos de tumores e do grau de atenção dado aos animais”, alerta o veterinário Oswaldo Pasqualin.

Apesar da observação ser importante, a confirmação da doença só pode ser realizada após exames clínicos e laboratoriais.

Tratamento

O tratamento do câncer é específico para cada caso e ele pode ocorrer tanto com medicamentos, como com intervenção cirúrgica.

As opções disponíveis atualmente são: cirurgia, quimioterapia, imunomodulação, crioterapia e as associações desses tipos de tratamento. “A avaliação de cada tumor é que vai determinar o tipo de tratamento”, explica Oswaldo.

Em muitos casos, a quimioterapia (veja quadro ao lado) se faz necessária. “Basicamente, os cuidados são de proteger o animal de locais contaminados e ter paciência e carinho para ajudá-lo a superar os sintomas”, ressalta Ana.

 

Previna com a castração
Segundo o veterinário Oswaldo Pasqualin, os tipos de câncer mais freqüentes são os tumores mamários em gatas e cadelas. “Acredita-se que eles sejam de origem genética, com desencadeamento hormonal, apresentando vários graus de malignidade e invasividade”, explica o veterinário.

Uma forma de prevenir a doença nas fêmeas é inibindo a ovulação e as alterações hormonais com a castração. “O procedimento evita doenças como tumores de mama e piometra [infecção de útero]”, ressalta a veterinária Ana Carolina Souza.

 
Quimioterapia

O que é?
Consiste em um tratamento para provocar a morte das células tumorais no organismo.

Como funciona?
Os animais recebem os remédios quimioterápicos via endovenosa ou oral, em períodos específicos para cada caso. “Normalmente, são associados três ou quatro medicamentos para melhorar a resposta do organismo ao tratamento”, afirma a veterinária da Faculdade de Ciências da Saúde de São Paulo (Facis), Ana Torro.

Quando é utilizado?
A quimioterapia é indicada quando não há possibilidade de um tratamento cirúrgico e após a remoção cirúrgica de um tumor, quando há risco de aparecimento de metástase.

Quanto custa?
Não se pode falar em preço médio para quimioterapia, pois as variáveis são muitas. “O estabelecimento do valor de um tratamento quimioterápico inclui, além do custo dos fármacos, os gastos com monitoramento da evolução da doença, dos cuidados especiais de manipulação de fármacos e dos exames auxiliares e dos medicamentos para monitorar e controlar os efeitos colaterais indesejáveis durante o tratamento quimioterápico”, afirma o veterinário Oswaldo Pasqualin.

 Pets do Leitor
 Arquivo: Pets
• Dia Mundial do Gato: veja como cuidar dos bichanos
• Saiba tudo sobre as vacinas
• Cuidados: Top 5 de verão
• Brincadeira que faz bem
• Esquilo da Mongólia
• Dia de banho!
• Atendimento de emergência
• Na hora da compra
• O melhor hotel para seu amigo
• Mais do que um bom amigo
• Adotar é tudo de bom!
• Alimentação para Aves: Balanceada e variada
• Independentes e bem nutridos
• Cuide bem da refeição do seu cachorro
• Evite as doenças de verão
• Câncer: diagnósticos e tratamento
• Tá nervoso? Vai brincar!
• Atenção com as unhas!
• Medicamento na medida certa
• Jabutis são animais tímidos e dóceis
• Um olhar esbranquiçado
• Calopsitas: Dócil e divertida
• Ferrets: Amistosos e brincalhões
• Animais idosos
• Diabetes?
• “Castrei, e agora?”
• Vermífugo: um importante aliado
• Iguana: Exótica e exigente
• Doenças do homem em animais de estimação
• Terapia comportamental
• Um pássaro do barulho
• “Cadê meu filhotinho?”
• Programa de adoção
• Florais para eles também!
• Um problema sazonal
• Top 5 de escovação
• Filhotes, filhotes, filhotes!
• Um coelho em sua vida
• “Que coceirinha...”
• Doença ou personalidade?
• Um peixe bom de briga
• Anticoncepcional: Problema ou solução?
• Meu pintinho amarelinho
• Cachorro Bem-Educado
• Farmácia Pet
• Adorável roedor
• Um amor de bicho
• Pet moderno

© Copyright 1992 - 2016 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante.
Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

Sobre o Portal NippoBrasil | Fale com o Nippo