Portal NippoBrasil - OnLine - 17 anos
Quarta-feira, 28 de junho de 2017 - 19h30
  Empregos no Japão

  Busca
 
  Seções NippoBrasil
   Comunidade
   Opinião
   Circuito
   Notícias
   Agenda
   Dekassegui
   Entrevistas
   Especial
-
  Variedades
   Aula de Japonês
   Automóveis
   Artesanato
   Beleza
   Bichos
   Budô
   Cultura-Tradicional
   Culinária
   Haicai
   História do Japão
   Horóscopo
   Lendas do Japão
   Mangá
   Pesca
   Saúde
   Turismo-Brasil
   Turismo-Japão
-
  Esportes
   Copa do Mundo 2014
   Copa das
 Confederações 2013
-
  Especiais
   Imigração Japonesa
   120 anos de Amizade  Japão-Brasil
   Bomba de Hiroshima
   Japan House
   Festival do Japão 2016
-
 Colunas
   Conversando de RH
   Mensagens
     Roberto Shinyashiki
-
 Veja mais  Classificados
   Econômico
   Empregos no Brasil
   Guia Profissionais
   Imóveis
   Oportunidades
   Ponto de Encontro
-
  Interatividade
   Fale com a Redação
-
  Institucional
   Quem somos


Arquivo NippoBrasil - Edição 312 - 8 a 14 de junho de 2005
 
Pegadas na areia... além do mar infinito...

Lembremos que, onde deixamos nossas pegadas, outras pegadas já foram deixadas um dia e apagadas cada vez por uma nova onda

(Foto: Cristina Izumi Sagara)

Ao caminharmos sobre a areia à beira-mar... cada um de nós deixa uma trilha única de pegadas... Há aqueles que conscientemente ou propositadamente pisam com mais força, para tentar marcar suas pegadas mais profundamente, assim como também há aqueles que simplesmente deixam suas pegadas... entretanto, no vaivém das ondas elas são simplesmente apagadas. Profundas ou sutis... as ondas que se quebram sobre a areia se espalham e encobrem todas as marcas deixadas em seu caminho. Uma nova trilha de pegadas... uma nova onda... uma nova pegada... uma nova onda... e assim numa sucessão, infinitamente. Lembremos que, onde deixamos nossas pegadas, outras pegadas já foram deixadas um dia e apagadas cada vez por uma nova onda e ainda que não mais visíveis, trilhamos sobre as pegadas de nossos antepassados.

Nós, seres humanos, temos a tendência de querer que nossas próprias pegadas sejam mais duradouras, mais profundas ou maiores que a de outros... puro egoísmo e ambição. “Olhem como minha pegada é mais profunda... olhem como é grande...” as ondas não vão escolher a pegada a deixar ou a apagar... todas serão apagadas igualmente e, a cada vez, a areia será renovada para marcar novas pegadas. Ao serem apagadas e se tornarem invisíveis, não significa que não mais existem simplesmente. Cada pegada e cada onda foram reais, não se repetirão jamais e ficarão marcadas no coração de cada um daqueles com quem tivemos o privilégio de compartilhar cada momento destes. Há acontecimentos, encontros e momentos que só podem ser experimentados por cada um de nós num determinado momento e numa determinada situação muito singular... o ciclo da grande mãe-natureza deveria nos servir como um precioso exemplo no qual nós seres humanos poderíamos buscar lições de como viver e, assim, poderíamos viver simplesmente num mundo sem apegos.

“Belas pegadas”... no momento que marcadas sobre a areia, a luz do sol ou do luar fazem brilhar nossa trilha num instante de beleza ímpar. Se pisadas de qualquer jeito... não há sol ou luar que as façam reluzir... serão apenas buracos cavados na areia.

As ondas vão e vêm apagando as pegadas... arredondando as arestas, polindo os pedregulhos e quebrando-os em grânulos, “ressetando” a areia para novos passos que traçarão novos caminhos e novas pegadas.

Enquanto existir a Terra, existirá a areia por onde um dia andamos... enquanto houver areia, por mais invisíveis... nossos passos “bons ou ruins”... estarão ali marcados em cada grãozinho de areia.

A própria História... é uma sucessão de preciosas “pegadas” que não mais existem no mundo físico, entretanto, sabemos que, num determinado momento, existiram e que efetivamente fazem parte do dia-a-dia de nossas vidas.


A ponte...

Ao ver uma ponte antiga, uma pessoa disse: ¨– Mas que ponte mais feia e velha! Congestionada com tudo que é gente...”, enquanto no mesmo momento, do outro lado da ponte, uma outra pessoa admirava esta mesma ponte: “– E pensar que esta ponte tão antiga resguarda os passos de todos os seres que por ela atravessam... crianças, idosos, homens, mulheres, gatos, cachorros... dias de sol, de chuva, de neve, de tempestade ou ventania... dá passagem para todo e qualquer ser que por ela precise passar, independente de qualquer condição...”. E nós, seres humanos!? Conseguimos em qualquer situação dar passagem a outro e manter constantemente a compaixão em nossos atos!? O ser humano tem a maravilhosa capacidade de ver e sentir o belo... e, ao despertarmos para esta capacidade que existe em cada um de nós, torna-se possível compartilhar esta capacidade com outros... aprendemos a praticar a compaixão. Ao lembrarmos que uma situação pode ser considerada por diversos pontos de vista, aprendemos a ceder, a compreender o outro e também a discernir que buscar o lado positivo das coisas em qualquer situação traz luz ao nosso dia-a-dia.

 
 

Para refletir

“Na vida, existe aquele momento que é o mais importante...
... o AGORA.”
(Mitsuo Aida)

“A felicidade é um sentimento que depende somente do seu coração...”
(Mitsuo Aida)

“Só lembramos da existência de um telhado quando ele nos dá o abrigo da chuva, do frio... a sombra refrescante depois de estarmos sob um sol escaldante...”
(Rev. Koichi Miyoshi)

“Não importa se o seu passo é mais lento que o de outros,
o mais importante é que o seu caminho seja traçado com seus próprios pés...
Firme e sempre para frente.”
(Rev. Koichi Miyoshi )

 

A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippobrasil.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2017 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

146 usuários online


Redação: editor@nippo.com.br

Diretoria: diretoria@nippo.com.br

Vendas: anuncie@nippo.com.br

Tel: (11) 9 5371 4019 (TIM)

Mais contatos e envio de releases