Portal NippoBrasil - OnLine - 17 anos
Domingo, 20 de maio de 2018 - 8h41
14 de maio de 2018 - Especial - Portal NippoBrasil
 
Escola OEN, fiel à filosofia japonesa desde a sua origem

Diretora atua e neta dos fundadores: Sra Betty Keiko Nakahara Alvarenga e Sr Eduardo Alvarenga
 

Fotos: OEN/Divulgação

Com a gestão repassada já para a terceira geração de sucessores, a escola OEN - Organização Educacional Nippaku - continua firmemente alicerçada na tradição e cultura japonesas. Idealizada pela educadora Tomiko Gohara Sakumoto, a OEN apresenta, neste ano da comemoração dos 110 anos da imigração japonesa no Brasil, o projeto de sua futura sede: mais espaçosa e com mais áreas verdes espalhadas em um terreno de cerca de 960 m² de área. O novo espaço ficará pronto em 2019.

A escola bilíngue (Japonês e Português) atende atualmente crianças do berçário ao 5º ano do ensino fundamental e tem sua sede na capital paulista.


Homenagem do Consulado Japonês à escola em 2015


Um pouco sobre a história da escola


Fundadores Sr Shigueto e Massue Gohara

A escola foi originalmente fundada como escola de corte e costura, em março de 1932, no bairro da Aclimação, em São Paulo, pelo imigrante japonês Shigueto Gohara, da comunidade japonesa Monções da cidade de Agudos, do interior do estado de São Paulo, juntamente com a professora Massue Gohara. O regime era de internato, justamente para poder acolher as moças japonesas que vinham do interior.

Em pouco tempo notou-se a necessidade de oferecer uma formação mais completa para as moças e, aos poucos, foram incorporadas ao currículo as aulas de culinária, ikebana, etiqueta japonesa e outras. Formou-se então, a Escola de Corte e Costura Nippak, a primeira escola do ramo na cidade de São Paulo voltada exclusivamente para preparação de jovens imigrantes para o casamento.


Alunas da Escola Internacional de Corte e Costura

Durante a Segunda Guerra Mundial, a instituição passou a ser denominada Escola de Corte e Costura Internacional, pois havia proibição do uso de nomes estrangeiros no período. No ano de 1939, a escola abriu as portas também para as moças brasileiras e, na década de 1980, ela já havia formado mais de 2.500 moças.

Arraigados à cultura nipônica, os idealizadores construíram também o primeiro templo budista de São Paulo, no ano de 1954, após a vinda de um monge japonês.


A escola OEN


Escola OEN e seus alunos

Mudanças no contexto social e econômico levaram a filha primogênita dos fundadores, Tomiko Gohara Sakumoto, que assumia a direção da escola, a construir novos rumos para a sua sobrevivência. Decidiu-se então direcionar a instituição para a educação infantil. No início da nova fase, a Escola Internacional recebia majoritariamente filhos de japoneses que estavam no Brasil a trabalho. Contudo, com o passar dos anos, começou a receber também crianças brasileiras, tornando-se a primeira escola com filosofia japonesa a atender bebês e crianças em período integral. Mais tarde, a escola alterou o nome para Organização Educacional Nippaku - OEN, voltando à denominação original.

Atualmente a OEN é administrada pela neta dos fundadores, Betty Keiko Nakahara Alvarenga, e seu esposo Alvarenga (na foto). Cerca de 86% dos alunos são descendentes de japoneses. A escola atende crianças de 0 a 10 anos, do berçário ao 5º ano do Ensino Fundamental I, em períodos parcial e integral, estabelecidos em três unidades escolares, no bairro da Vila Mariana, na capital, e se mantém firme com sua tradição nipônica. Com a incorporação das aulas de língua japonesa na grade curricular regular, os alunos saem do 5º ano aptos a prestar o exame de Proficiência em Língua Japonesa de nível 3. A escola oferece também diversas aulas e oficinas complementares como os de soroban, shodo, taikô, origami e judô.


Escola OEN e seus alunos

 Busca
 Especial
Especial - Nippo-Brasil - 14 de maio de 2018
• Escola OEN, fiel à filosofia japonesa desde a sua origem
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 311
• Gairaigo: as palavras estrangeiras na língua japonesa
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 304
• Provérbios do Japão:
sabedoria através dos tempos
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 302
• Hanami, uma bela tradição japonesa
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 301
• Simbologia japonesa: os animais
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 300
• Simbologia japonesa:
as flores e as árvores
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 281
• Você sabe o que significa seu sobrenome?
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 279
• Oriente-se para fazer ginástica!
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 271
• Bonsai, a natureza em miniatura
Especial - Nippo-Brasil - Arquivo Edição 253
• Desvendando os
seres da mitologia japonesa
Especial - Nippo-Brasil 170
• Alimentos: eles curam?
Especial - Nippo-Brasil 169
• Wadaiko: o estilo japonês de tocar taiko
Especial - Nippo-Brasil 168
• Saque: A bebida milenar japonesa
Especial - Nippo-Brasil 167
• Que bicho é seu pai no Horóscopo Oriental?
Especial - Nippo-Brasil 163
• Watsu uma terapia de lavar a alma
Especial - Nippo-Brasil 161
• Kumon, o método japonês de ensino individualizado: lições para a vida toda
Especial - Nippo-Brasil 155
• Banho de Ofurô: cores e sabores de um ritual milenar
Especial - Nippo-Brasil 154
• Agrade à sua mãe
Especial - Nippo-Brasil 150
• Jogos Japoneses: Shogui e Gô
Especial - Nippo-Brasil
• + 10 Provérbios Japoneses
Especial - Nippo-Brasil
• Kaburimono (literalmente, aquilo que se põe na cabeça)
Especial - Nippo-Brasil
• Conheça alguns amuletos e preces orientais
Especial - Nippo-Brasil
• Shichifukujin, as sete divindades
Especial - Nippo-Brasil
• Daruma: sinônimo de sucesso
Especial - Nippo-Brasil
• A história da Hello Kitty
Especial - Nippo-Brasil
• A história e a tradição do Maneki Nekô no Japão
Especial - Nippo-Brasil
• Escrevendo seu nome brasileiro em caracteres japoneses
Especial - Nippo-Brasil
• 10 Provérbios Japoneses
Arquivo Nippo-Brasil - Edição 27
• Crueldade marca início
do bairro da Liberdade
Arquivo Nippo-Brasil - Edição 26
• Liberdade: um pedacinho
do Japão em São Paulo
• Nomes japoneses mais populares de 2013
• Aprender chinês não é tão difícil assim
• Homens donos de casa
• Executivos japoneses no Brasil convivem com diferenças culturais no País
• Japão ainda dificulta a carreira de mulheres
• Japão estimula funcionários a tirarem licença-paternidade
• Ano-Novo no Japão só
termina em meados de janeiro
• Marcos da imigração no Vale do Ribeira viram patrimônios históricos
• Natal à japonesa: sem feriado, ceia, missa e nem panetone
• Mulheres aderem à moda do plastimodelismo
• Editoras japonesas buscam formas de atrair mais leitores
• Ensino de japonês abre horizonte para estudantes da rede pública
• A nova imigração japonesa no Brasil
• Escolas em São Paulo ajudam a preservar cultura japonesa no País
• Mulheres casadas preferem ficar em casa do que trabalhar fora

A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippobrasil.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2018 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

101 usuários online


Redação: editor@nippo.com.br

Diretoria: diretoria@nippo.com.br

Vendas: anuncie@nippo.com.br

Tel: (11) 9 5371 4019 (TIM)

Mais contatos e envio de releases