Portal NippoBrasil - OnLine - 17 anos
Domingo, 23 de julho de 2017 - 5h30
  Empregos no Japão

  Busca
 
  Seções NippoBrasil
   Comunidade
   Opinião
   Circuito
   Notícias
   Agenda
   Dekassegui
   Entrevistas
   Especial
-
  Variedades
   Aula de Japonês
   Automóveis
   Artesanato
   Beleza
   Bichos
   Budô
   Cultura-Tradicional
   Culinária
   Haicai
   História do Japão
   Horóscopo
   Lendas do Japão
   Mangá
   Pesca
   Saúde
   Turismo-Brasil
   Turismo-Japão
-
  Esportes
   Copa do Mundo 2014
   Copa das
 Confederações 2013
-
  Especiais
   Imigração Japonesa
   120 anos de Amizade  Japão-Brasil
   Bomba de Hiroshima
   Japan House
   Festival do Japão 2016
-
 Colunas
   Conversando de RH
   Mensagens
     Roberto Shinyashiki
-
 Veja mais  Classificados
   Econômico
   Empregos no Brasil
   Guia Profissionais
   Imóveis
   Oportunidades
   Ponto de Encontro
-
  Interatividade
   Fale com a Redação
-
  Institucional
   Quem somos


Arquivo NippoBrasil - Edição 100 - 19 a 25 de abril de 2001
 
Enka

(Fotos: Reprodução / Divulgação)

De certo, assimilar palavras do estrangeiro e adaptá-las a sua cultura é uma das características do povo japonês. Segundo o maestro Hiroyuki Iwaki, um dos maiores nomes da música japonesa, as três grandes descobertas japonesas são o anpan, katsudon e o enka. Pode se citar ainda o sushi e o karaokê.

O que é enka1? Hiroyuki Itsuki em seu romance intitulado Enka2 (ideograma de esplendor e música - veja o box) define-o como a música do ressentimento. Enka1 é todo o ressentimento que as pessoas não podem dizer transformado em uma canção. Existe algo nessa passagem. Canta-se em vez de lamuriar. Os cultos dizem que é um sentimento sem valor. Mas o que seria um sentimento de valor?

Segundo o raciocínio de Itsuki, o enka2 seria a canção que representa a opinião, o protesto. E o enka1 seria o ressentimento e a tristeza das pessoas convertidas em música. Talvez havendo uma certa nuance entre os temas das canções da Era Meiji, que falavam da liberdade social.

Já o compositor de letras Tetsuro Hoshino escreveu uma obra em 1979 intitulada Enka3 enka4 enka5 e diz que o genêro pode ser classificado em seis tipos diferentes de canções:

1. As que falam de lembranças de juventude, da mãe ou da terra natal - [enka3];

2. As que tem como tema o mar - [enka6];

3. Aquelas que falam sobre os efeitos de um encontro em nossas vidas, paixão - [enka7];

4. As baseadas nos poemas antigos, manyo e kojiki, músicas que incentivam a nós mesmos, que dão força - [enka5];

5. Aquelas que falam dos “irmãos de honra”, cuja relação chega a ser maior do que a consanguínea - [enka4];

6. Das paixões avassaladoras, da tristeza - [enka2].

Em 1970, as gravadoras decidiram por usar o ideograma enka1, formado pela combinação dos caracteres de “encenar” e “música”. A grande maioria acha que o enka1 é diferente do gênero folk ou pop, mas na verdade é a música japonesa popular (kayo kyoku) surgida na Era Meiji, entre o genêro ocidental e a música japonesa antiga (com uso de shamisen, koto e de estilos como nagauta ou kouta).

Os sociólogos observam que no começo da Era Showa, com o surgimento das gravações em discos de vinil e a popularização da televisão, a Era de Ouro dos Ídolos, o pessoal de meia-idade aderiu rapidamente ao karaokê para aliviar o estresse acumulado no dia-a-dia.

No Brasil não só os descendentes, mas muitas pessoas têm praticado o karaokê, grande parte não deve entender a lírica das canções enka1., atraídos talvez pela melodia japonesa. O mercado para o gênero enka1 não é grande. Ao contrário, a rejeição entre os jovens é grande. Eles possuiam uma gama de opções, desde new folk, pop ou ainda os gêneros vindos do exterior. Cada faixa etária tem seu gênero preferido. Atualmente pode se praticar Karaoke através de celulares.

A música é influenciada pelo mundo e o mundo pela música. Cada geração terá seus cantores e canções e muitas pessoas irão viver acompanhados por essa mesma música.

 
Kanji

*Esta página foi elaborada pelos professores da Aliança Cultural Brasil-Japão,
especialmente para o NIPPO-BRASIL.
Busca
Cultura Tradicional
Arquivo Nippo - Edição 133
Festival dos Guerreiros de Akoo
Arquivo Nippo - Edição 131
Livros japoneses
Arquivo Nippo - Edição 129
Ryokan, hospedaria estilo japonês
Arquivo Nippo - Edição 127
Yookai: Monstros e fantasmas
Arquivo Nippo - Edição 125
Kodo - A arte de apreciar fragrâncias
Arquivo Nippo - Edição 123
Noshi - Mizuhiki
Arquivo Nippo - Edição 121
Nihon Buyou
Arquivo Nippo - Edição 119
Hashi
Arquivo Nippo - Edição 117
Karakuri Ningyou
Arquivo Nippo - Edição 115
Dia do Boi
Arquivo Nippo - Edição 113
Hinomaru
Arquivo Nippo - Edição 111
Origami: dobradura de papel
Arquivo Nippo - Edição 109
Parto
Arquivo Nippo - Edição 107
Nakoudo
Arquivo Nippo - Edição 107
Mushiba Yobou Day - Dia da Prevenção das Cáries
Arquivo Nippo - Edição 106
Amagasa
Arquivo Nippo - Edição 105
Ukai: uma boa pescaria
Arquivo Nippo - Edição 104
Cães de raças japonesas
Arquivo Nippo - Edição 103
Aoi Matsuri em Quioto
Arquivo Nippo - Edição 101
1º de maio - Dia do Trabalho
Arquivo Nippo - Edição 100
Enka
Arquivo Nippo - Edição 100
Os vários penteados ao longo dos séculos - Parte 2
Arquivo Nippo - Edição 99
Os vários penteados ao longo dos séculos - Parte 1
Arquivo Nippo - Edição 99
Dia do Livro
Arquivo Nippo - Edição 98
Geta: Simbolismo aos seus pés
Arquivo Nippo - Edição 98
Casas Japonesas
Arquivo Nippo - Edição 97
Hanami
Arquivo Nippo - Edição 96
Escrita japonesa
Arquivo Nippo - Edição 96
História do quimono - Parte Final
Arquivo Nippo - Edição 96
História do quimono - Parte 2
Arquivo Nippo - Edição 95
História do quimono - Parte 1
Arquivo Nippo - Edição 95
Washoku (Culinária Japonesa)
Arquivo Nippo - Edição 94
A história do Obi

A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippobrasil.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2017 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

94 usuários online


Redação: editor@nippo.com.br

Diretoria: diretoria@nippo.com.br

Vendas: anuncie@nippo.com.br

Tel: (11) 9 5371 4019 (TIM)

Mais contatos e envio de releases