Portal NippoBrasil - OnLine - 17 anos
Segunda-feira, 23 de setembro de 2019 - 17h51
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPORTES
Copa 2014
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
Arquivo NippoBrasil - Edição 012 - 30 de julho a 5 de agosto de 1999
 
Pantanal - A hora é agora!
 

(Fotos: Divulgação)

O nome Pantanal Mato-grossense lembra um pântano, mas essa definição não corresponde à realidade. Trata-se de uma imensa região que, na época das chuvas, início das cheias, fica parcialmente inundada, mas que no período da seca, que vai de junho a novembro, transforma-se em um zoológico gigante. Nessa época famílias de tamanduás bandeira passeiam à beira da estrada, iguanas descansam ao sol e ariranhas pescam proporcionando um espetáculo aos que procuram contato com a natureza. Com o fim do período de chuva, os bichos aparecem e revelam a exuberância do Pantanal.

Esta terra inundada ou Chaco, como é chamada no Paraguai, é a maior planície sujeita a inundações do planeta. Isso ocorre porque as águas do Pantanal percorrem cerca de 1500 km pelo rio Paraguai e, posteriormente, pelo rio Paraná até atingirem o oceano Atlântico, o que provoca uma lentidão no escoamento da água. Este fenômeno estende-se por mais de 200 mil km2 pelos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, além de terras da Bolívia e do Paraguai.

A visão da paisagem pantaneira é sempre comovente, inesquecível, um conjunto de maravilhas naturais. Quando o nível da água abaixa, há pouco espaço para os peixes, que se acumulam e se tornam presa fácil para pássaros e jacarés. A fartura de alimento transforma a região em um cenário ideal para milhares de aves, que encontram ali perfeito reinado. Suas revoadas são verdadeiros espetáculos da natureza.

Um santuário ecológico, onde a vida selvagem explode em cores e beleza de formas. O movimento de águas cria um ciclo que garante a convivência e reprodução de diversas espécies animais. Aproveite, viva a sensação do encantamento que a região provoca; esqueça a poluição da cidade, descubra que a vida é excitante e bela.

 
Passeios

No Pantanal, o homem se completa com os bichos. Por aqui não existem ruínas de civilizações para o homem passear, só bichos, águas e árvores. Jacarés, macacos, capivaras, veados, gigantescas sucuris e até onças habitam o Pantanal e são as atrações principais de um dos mais conhecidos passeios da região : o safári fotográfico.

Os cavalos são dóceis e o único meio de transporte de peões, vaqueiros e fazendeiros. Atravessam alagados com facilidade e são um meio de transporte ideal para o safári, já que não afugentam os animais e tem-se a sensação de vivenciar o dia-a-dia pantaneiro.

Quem está atento sabe que em cada canto há uma surpresa. Mas é essencial andar sempre acompanhado de pessoas que conheçam bem a região e os hábitos dos moradores e não andar em grupos muito grandes que chamem a atenção ou assustem os animais.

Os inúmeros tipos de peixes representam um importante recurso extrativo do Pantanal. Mas não só a pesca tradicional tem importância sócio-econômica na região. A pesca esportiva é uma das principais atrações da indústria turística regional. No Estado do Mato Grosso, a pesca esportiva concentra-se principalmente nas cidades de Cáceres, onde é realizada a maior competição de pesca fluvial do mundo. A pescaria de barranco é um bom programa para crianças e seus pais, que se divertem juntos num programa bastante familiar, ainda mais quando se trata de pesca de piranhas.

No começo da noite é hora de sair de barco para a focagem noturna de jacarés. Neste passeio o que fascina é o brilho dos olhos dos jacarés. O silêncio propicia uma melhor observação da movimentação noturna dos animais e seus ruídos encantadores. É realmente um zoológico natural numa região que retrata o Brasil visto por estrangeiros.

 Arquivo - Turismo Brasil
Arquivo NippoBrasil - Edição 250
• Brotas: aventura, natureza e descanso
Arquivo NippoBrasil - Edição 249
• Caldas Novas é quente
Arquivo NippoBrasil - Edição 248
• Foz do Iguaçu: natureza, tecnologia e história
Arquivo NippoBrasil - Edição 246
• Pantanal
Arquivo NippoBrasil - Edição 245
• Salvador
Arquivo NippoBrasil - Edição 241
• Camboriú
Arquivo NippoBrasil - Edição 238
• Adrenalina total!!!
Arquivo NippoBrasil - Edição 233
• Floripa ou Ilha da Magia, como também é conhecida a capital catarinense
Arquivo NippoBrasil - Edição 231
• Conheça São Paulo de Metrô
Arquivo NippoBrasil - Edição 225
• Belém: capital da fé
Arquivo NippoBrasil - Edição 224
• Litoral norte
Arquivo NippoBrasil - Edição 223
• Região dos Lagos
Arquivo NippoBrasil - Edição 221
• Paraty: diversão para toda família
Arquivo NippoBrasil - Edição 219
• Circuito Histórico de Minas Gerais
Arquivo NippoBrasil - Edição 218
• Atibaia
Arquivo NippoBrasil - Edição 217
• Foz do Iguaçu: Beleza dividida
Arquivo NippoBrasil - Edição 215
• Divirta-se nos arredores de São Paulo
Arquivo NippoBrasil - Edição 212
• Um passeio nas alturas da Serra da Mantiqueira
Arquivo NippoBrasil - Edição 210
• Onsens: Estâncias termais que garantem relaxamento e diversão
Arquivo NippoBrasil - Edição 209
• Ilha Grande
Arquivo NippoBrasil - Edição 207
• Poços de Caldas: O santuário da paz
Arquivo NippoBrasil - Edição 206
• Circuito das águas mineiro
Arquivo NippoBrasil - Edição 204
• Redescobrindo o Litoral Sul de SP
Arquivo NippoBrasil - Edição 203
• Serras Gaúchas
Arquivo NippoBrasil - Edição 201
• Socorro abre a porteira para o turismo
Arquivo NippoBrasil - Edição 200
• Circuito das águas
Arquivo NippoBrasil - Edição 198
• Santos: Muito além do Jardim
Arquivo NippoBrasil - Edição 192
• Maranhão, o segredo do Brasil
Arquivo NippoBrasil - Edição 190
• Histórias do Grande Sertão Veredas em Minas Gerais
Arquivo NippoBrasil - Edição 188
• Turismo ecológico no Rio Grande do Norte
Arquivo NippoBrasil - Edição 184
• Península de Maraú: uma delícia baiana
Arquivo NippoBrasil - Edição 180
• Pirenópolis, um pedaço do Cerrado Brasileiro

A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippobrasil.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2019 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados

241 usuários online