PORTAL NIPPOBRASIL ONLINE - 19 ANOS
-
Fale conosco: adm@nippo.com.br   
Terça-feira, 12 de dezembro de 2017 - 19h58
DESTAQUES:
  Empregos no Japão

  Busca
 
  Seções NippoBrasil
   Comunidade
   Opinião
   Circuito
   Notícias
   Agenda
   Dekassegui
   Entrevistas
   Especial
-
  Variedades
   Aula de Japonês
   Automóveis
   Artesanato
   Beleza
   Bichos
   Budô
   Comidas do Japão
   Cultura-Tradicional
   Culinária
   Haicai
   História do Japão
   Horóscopo
   Lendas do Japão
   Mangá
   Pesca
   Saúde
   Turismo-Brasil
   Turismo-Japão
-
  Esportes
   Copa do Mundo 2014
   Copa das
 Confederações 2013
-
  Especiais
   Imigração Japonesa
   120 anos de Amizade  Japão-Brasil
   Bomba de Hiroshima
   Japan House
   Festival do Japão 2016
-
 Colunas
   Conversando de RH
   Mensagens
     Roberto Shinyashiki
-
 Veja mais  Classificados
   Econômico
   Empregos no Brasil
   Guia Profissionais
   Imóveis
   Oportunidades
   Ponto de Encontro
-
  Interatividade
   Fale com a Redação
-
  Institucional
   Quem somos


Caderno Pesca

Serviços diferenciais unem hotéis, pousadas e boas pescarias
Estabelecimentos oferecem entretenimento para o pescador e toda a família, com belas instalações e moderna infra-estrutura

Foto: Divulgação/Hotel Pirá Miúna

PIRÁ MIÚNA - Agradável opção no coração de Bonito (MS)

Foto: Divulgação/Camp

ARACÁ CAMP - Cerca de 30% da clientela é composta por estrangeiros.
Foto: Divulgação/Hotel Pirá Miúna

CONSCIENTIZAÇÃO - Hotel oferece acomodações para deficientes físicos.
Foto: Divulgação/Hotel Pesqueiro da Odila

CONFORTO - Ótima infra-estrutura e movimento de 50 pessoas por semana.
Foto: Divulgação/Hotel Pesqueiro da Odila

LAZER - Hotel Pesqueiro da Odila oferece até os barcos para a pesca.

Para quem gosta de curtir uma boa viagem com conforto, ótimas opções para hospedagem e, claro, não deixa de lado uma boa pescaria, aí vai uma ótima notícia: hotéis e pousadas estão se sofisticando cada vez mais para receber os turistas. Atualmente, estabelecimentos dos mais variados estão oferecendo entretenimento não só para o pescador, como para toda a família, com belas instalações e modernos recursos de infra-estrutura. São alternativas que abrangem todos os gostos e têm em comum o público-alvo que se interessa pela pesca.

Na Pousada Jurumé, localizada em plena Amazônia, o cliente pode desfrutar de uma localização privilegiada, às margens do Rio Juruena, com fácil acesso para os Rios Pararati e São Tomé. Nesse cenário, a prática da pesca esportiva é favorecida pela presença de tucunarés, pintados, jaús, piraíbas, dentre outros peixes. “Recebemos semanalmente 16 pessoas [o limite de hospedagem da pousada] na alta temporada, que tem início em abril e vai até dezembro. Nos outros meses, a pesca fica restrita, porque entra o período das chuvas”, explica a gerente-geral da pousada, Vânia Cristina Wentz.

Há três anos no mercado, a Pousada Jurumé adota recursos para criar diferenciais e disponibilizar mais opções de lazer aos clientes, como frota de barcos, guias especializados e até um avião próprio para receber os hóspedes com maior agilidade e conforto. “Procuramos sempre ficar atentos ao mercado e às novidades para podermos oferecer o melhor aos nossos clientes”, afirma Vânia.

Entretanto, é preciso tomar precauções quanto à questão ambiental e criar maneiras de conviver bem com a natureza, já que ela é o ponto primordial do serviço. “Nossos objetivos andam ao lado de nosso compromisso com o meio ambiente. Em nossa área, já foi criada uma reserva e estamos apoiando a criação do Parque Nacional do Juruena, o qual irá abranger mais de 1 milhão de hectares”, anuncia a gerente-geral da pousada.

Outra opção para quem quer descansar e curtir os peixes, mas não deseja ir tão longe, é o Hotel Pesqueiro da Odila, no Pantanal Mato-Grossense. Oferecendo recursos de telefonia tanto fixa quanto celular, apartamentos de luxo e ar-condicionado, o hotel recebe em torno de 50 pessoas por semana. “A pescaria é um esporte caro, e hoje ninguém sai de casa para acampar. Tem de ter conforto”, sentencia a proprietária Odila Maria Silveira.

Segundo Odila, nos meses de maio a setembro, a procura torna-se mais forte, com a possibilidade de pesca de dourados, pintados e pacus, mas, na época da piracema (entre novembro e fevereiro), é preciso procurar alternativas no turismo ecológico. “Nesse período [da piracema], o turista pode ver jacarés, capivaras, tuiuiús, enfim, é mais voltado para a ecologia”, diz.

O Hotel Pirá Miúna, em Bonito, Mato Grosso do Sul, é outra agradável opção para quem quer se instalar confortavelmente para aproveitar toda a natureza da região. Com cinco tipos de apartamentos, incluindo acomodações adaptadas para deficientes físicos, o hotel chama atenção pela beleza e sua localização, no coração da cidade, em uma área de boa infra-estrutura e de fácil acesso.

“Recebemos cerca de 25 a 30 pessoas em períodos de baixa temporada e algo entre 80 e 100 hóspedes durante a alta [temporada]”, explica Melizandro Vargas, do setor de reservas do hotel. “Pela nossa localização, somos procurados em todos os feriados com clientes que buscam não só o descanso, como os passeios locais”, explica Vargas.

Também preocupado com a questão ecológica, toda a instalação do hotel faz uso de forma diferenciada de elementos tradicionais da construção, como tijolo e madeira, além do tijolo de solo-cimento, chamado de tijolo ecológico, pela ausência de queima em seu processo de cura.

 
Acampamento de luxo na selva:

Para os mais aventureiros, nada como acampar em meio à natureza e ter todas as possibilidades de se dedicar ao hobby da pesca. No Aracá Camp, às margens do Rio Aracá, em pleno Estado do Amazonas, o turista pode ter tudo isso. Tendas altamente equipadas com conforto e tecnologia abrigam, semanalmente, 12 pessoas. Os recursos incluem até mesmo banheiros privativos com água quente, varanda, telefone via satélite e internet.

“Devido ao regime das águas, nossa temporada de pesca tem início em outubro e estende-se até março. Os meses mais procurados são novembro, dezembro e janeiro”, explica o proprietário, Eduardo Prada. O cuidado no atendimento prestado estimula a busca pelos serviços diferenciais que o Aracá Camp oferece a seus clientes. “Estamos estruturando, com pessoas da área, o mapeamento de espécies de aves, répteis, anfíbios e flora, para lançarmos pacotes especiais destinados a turistas que se interessem por esses assuntos”, avisa Prada.

A experiência do Aracá Camp vem dando certo e atraindo pessoas não só do Brasil, como também do exterior. “Atualmente, 70% de nossos hóspedes são brasileiros, os outros 30% vêm de países como Japão, Estados Unidos, Argentina, Inglaterra, Alemanha, dentre outras localidades. Nossa meta é aumentar a participação internacional; para tanto, estamos fazendo acordos com diferentes países”, explica Eduardo Prada.

A atividade pesqueira oferecida pelo Aracá Camp destina-se apenas à prática do pesque e solte. “Os compromissos ambientais e sociais são importantes e fazem parte de nossa política administrativa. Acreditamos que a única solução para a melhoria das condições de vida das comunidades ribeirinhas de nossa região seja a criação de um modelo de turismo sustentável, que gere renda para melhorar as condições de vida das pessoas através da conscientização e da preservação ambiental”, afirma o proprietário, que emprega apenas mão-de-obra local, após intenso treinamento.

Serviço:
Aracá Camp - Amazonas
Site: www.aracacamp.com.br - Tel.: (11) 3814-7488

Pousada Jurumé - Amazonas
Site: www.pousadajurume.com - Tel.: (66) 521-964

Hotel Pesqueiro da Odila - Mato Grosso do Sul
Site: www.hotelpesqueirodaodila.com.br - Reservas: (31) 3221-4648 / (31) 9707-5563

Hotel Pirá Miúna - Mato Grosso do Sul
Site: www.piramiunahotel.com.br - Centro Nacional de Reservas: (67) 255-1058

 Fotos dos Leitores


Vejas as fotos dos nossos pescadores
 Arquivo - Pesca
De encontro aos peixes gigantes...
Pesca e stress
Sinta a esportividade do Tucunaré em Panorama
Numa pescaria, o que vale é a AMIZADE...
Marlin-azul tem a primeira marcação eletrônica do Brasil
Conheça os peixes Apapá e o Pampo
Tucunaré, problema ou solução?
Dicas de Pescador
História de pescador
Mulheres na pesca - Sorte ou azar?
As estrelas do inverno
Mulheres nos pesque-pagues
Tambacus, brigadores indiscutíveis
Pescarias nos pesque-pague
Em busca dos tucunarés gigantes
Alto-mar: uma pescaria fascinante
Confira alguns nós mais utilizados nas pescarias
Embarcar numa excursão de pesca vale a pena?
Peixes de água doce
Cuidado com os peixes venenosos
Serviços diferenciais unem hotéis, pousadas e boas pescarias
Lições de pesca: um hobby que pode ser muito interessante
 Dicas
Dicas para pescaria
Dicas de pescador
Tralhas para pescar cabeçudas
Pescarias de inverno
Como fisgar Tucunarés com iscas artificiais
Dicas de Pescador
Equipamentos
Rabicho ou chicote
Molinetes
Em Serra da Mesa, grandes tucunarés
Bóias: Conheça alguns modelos principais e suas características
Linhas de pesca
Iscas naturais para uma boa pescaria
Iscas de fundo e metálicas
Iscas artificiais: pesca mais dinâmica
Como escolher a melhor vara de pesca?
Anzol: você sabe exatamente
como usá-lo?
A pesca de arremesso em praia
Saiba como manusear carretilhas
Seis dicas básicas para manter seu equipamento em ordem
Carretilhas x Molinetes
 
Mande a foto de sua pescaria. Logo teremos uma nova seção com as fotos de todos nossos pescadores.
E-mail: pesca@nippo.com.br

© Copyright 1992 - 2016 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante.
Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

Sobre o Portal NippoBrasil | Fale com o Nippo