PORTAL NIPPOBRASIL ONLINE - 19 ANOS
-
Fale conosco: adm@nippo.com.br   
Quarta-feira, 24 de maio de 2017 - 5h08
DESTAQUES:
  Empregos no Japão

  Busca
 
  Seções NippoBrasil
   Comunidade
   Opinião
   Circuito
   Notícias
   Agenda
   Dekassegui
   Entrevistas
   Especial
-
  Variedades
   Aula de Japonês
   Automóveis
   Artesanato
   Beleza
   Bichos
   Budô
   Cultura-Tradicional
   Culinária
   Haicai
   História do Japão
   Horóscopo
   Lendas do Japão
   Mangá
   Pesca
   Saúde
   Turismo-Brasil
   Turismo-Japão
-
  Esportes
   Copa do Mundo 2014
   Copa das
 Confederações 2013
-
  Especiais
   Imigração Japonesa
   120 anos de Amizade  Japão-Brasil
   Bomba de Hiroshima
   Japan House
   Festival do Japão 2016
-
 Colunas
   Conversando de RH
   Mensagens
     Roberto Shinyashiki
-
 Veja mais  Classificados
   Econômico
   Empregos no Brasil
   Guia Profissionais
   Imóveis
   Oportunidades
   Ponto de Encontro
-
  Interatividade
   Fale com a Redação
-
  Institucional
   Quem somos


Caderno Pesca

Carretilhas x Molinetes
Escolha entre um e outro vai depender do equilíbrio entre as vantagens e as desvantagens apresentadas

EQUIPAMENTO - Carretilha facilita controle de iscas e arremessos mais longos e precisos

(Texto: www.pesca.com.br | Fotos: Divulgação)

Pescar é uma grande emoção e disso ninguém duvida. Mas você, que é marinheiro de primeira viagem, sabe qual é o melhor equipamento para uma boa pescaria? Você é adepto do molinete ou da carretilha?
A carretilha é considerada melhor que o molinete nos trabalhos com vara e isca, mas seu manejo exige experiência. Depois da prática, as vantagens da carretilha são arremessos mais longos e precisos, maior controle das iscas e maior força de tração no momento da briga com o peixe. Por outro lado, as carretilhas formam cabeleiras (para os iniciantes), são mais difíceis para arremessos com iscas leves e pior ainda quando forem contra o vento.

 
• Lançamento: são equipamentos fisicamente pequenos, utilizados para pesca de arremesso. São mais completos em recursos para o pescador, oferecem muito controle e precisão nos arremessos, possuem maior capacidade de tração, não torcem a linha, são mais leves, estéticos e práticos.
• Trolling: são carretilhas de grande porte com super capacidade de armazenamento de linha, são pesadas e dispõem de muito poucos recursos (porém precisos), não servem para arremesso e possuem uma capacidade de tração extremamente alta.
• Fly: são instrumentos utilizados somente nesta modalidade, servindo somente como depósito de linha, auxiliando muito pouco no exercício da pesca. Os recursos são precários..
 
Classificação das carretilhas

Tipo: Leve
Linhas: linhas de 0.14 a 0.20 mm (3/6 lb)

Tipo: Média
Linhas: linhas de 0.23 a 0.37 mm (8/20 lb)

Tipo: Pesada
Linhas: linhas de 0.40 a 0.62 mm (25/48 lb)

Tipo: Extra-pesada (usada em pesca oceânica)
Linhas: acima de 0.62 mm (48 lb)

 
Componentes da carretilha
Freios mecânicos ou magnéticos:
As carretilhas são dotadas de freios mecânicos ou magnéticos, que têm por finalidade evitar a formação de cabeleira. Para uma boa regulagem do freio, deve-se segurar a vara na horizontal, liberar gradativamente o freio, com a carretilha destravada, até que a isca artificial ou o conjunto, chumbo e isca natural, desça lentamente. Este é o ponto ideal de arremesso.

Gear ratio
A expressão em inglês gear ratio indica a relação de recolhimento. Exemplo: Gear 5:1 – indica que, para cada volta da manivela, são 5 voltas no carretel. Esta relação é muito importante, quando se pesca com iscas artificiais.

Rolamentos
A expressão em inglês ball bearing indica ser uma carretilha com rolamentos. Quanto mais rolamentos, melhor a carretilha.

Dicas:

Colocando a linha
A colocação da linha em uma carretilha deve ser feita com o carretel colocado frontalmente, de forma que gire enquanto estiver abastecendo a carretilha. Desta maneira, evitam-se torções na linha. Tome cuidado para não enchê-lo demais ou de menos, respeitando um espaço de 1,5 m até a borda do carretel. Coloque linha, de preferência, conforme as especificações da linha utilizada. Nunca utilize uma linha fora da especificação da sua carretilha.

Regulando o freio
Para fazer o arremesso com carretilhas, com o equipamento já montado, execute a regulagem de freio. Isto é feito usando o botão de sintonia fina, de maneira que, ao balançar a vara, a linha com a isca ou o peso desça suavemente.

Regulando a fricção
Tanto para molinetes, carretilhas ou spincasts, o sistema de fricção normalmente é o mesmo. Um dispositivo de regulagem do carretel permite liberar as linhas com a pressão desejada. Isso é útil para evitar excessos tanto de resistência como de liberdade para os peixes. Com a linha mais solta, os peixes têm facilidade de levar muita linha e enroscá-la, ou tomar muita linha de seu carretel. Ainda, se estiver muito fechada, pode romper logo nas primeiras corridas. Essa pressão precisa variar de acordo com a linha e a modalidade de pescaria que você estiver fazendo.

Arremessando com sua carretilha
Para executar o arremesso, você deve liberar o carretel acionando o botão do lado direito, ou o auto cast, quando a carretilha for dotada deste recurso. Use o polegar para manter o carretel preso. Ao arremessar, alivie a pressão do polegar, permitindo que o carretel gire e libere a linha, continuando o movimento. Importante: no momento em que a isca toca na água ou chega ao alvo desejado, exerça pressão novamente com o polegar, não permitindo que o carretel continue girando, evitando, desta forma, as famosas “cabeleiras”.

 Fotos dos Leitores


Vejas as fotos dos nossos pescadores
 Arquivo - Pesca
De encontro aos peixes gigantes...
Pesca e stress
Sinta a esportividade do Tucunaré em Panorama
Numa pescaria, o que vale é a AMIZADE...
Marlin-azul tem a primeira marcação eletrônica do Brasil
Conheça os peixes Apapá e o Pampo
Tucunaré, problema ou solução?
Dicas de Pescador
História de pescador
Mulheres na pesca - Sorte ou azar?
As estrelas do inverno
Mulheres nos pesque-pagues
Tambacus, brigadores indiscutíveis
Pescarias nos pesque-pague
Em busca dos tucunarés gigantes
Alto-mar: uma pescaria fascinante
Confira alguns nós mais utilizados nas pescarias
Embarcar numa excursão de pesca vale a pena?
Peixes de água doce
Cuidado com os peixes venenosos
Serviços diferenciais unem hotéis, pousadas e boas pescarias
Lições de pesca: um hobby que pode ser muito interessante
 Dicas
Dicas para pescaria
Dicas de pescador
Tralhas para pescar cabeçudas
Pescarias de inverno
Como fisgar Tucunarés com iscas artificiais
Dicas de Pescador
Equipamentos
Rabicho ou chicote
Molinetes
Em Serra da Mesa, grandes tucunarés
Bóias: Conheça alguns modelos principais e suas características
Linhas de pesca
Iscas naturais para uma boa pescaria
Iscas de fundo e metálicas
Iscas artificiais: pesca mais dinâmica
Como escolher a melhor vara de pesca?
Anzol: você sabe exatamente
como usá-lo?
A pesca de arremesso em praia
Saiba como manusear carretilhas
Seis dicas básicas para manter seu equipamento em ordem
Carretilhas x Molinetes
 
Mande a foto de sua pescaria. Logo teremos uma nova seção com as fotos de todos nossos pescadores.
E-mail: pesca@nippo.com.br

© Copyright 1992 - 2016 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante.
Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

Sobre o Portal NippoBrasil | Fale com o Nippo